24 de junho de 2019 às 06:22h

Você já se perguntou alguma vez qual é a sua missão?

Mais um dia amanheceu e é mais uma oportunidade que Deus nos dá para que possamos cumprir a nossa missão nessa terra. Sei que para muitos é muito difícil acordar todos os dias com bom humor, feliz, disposto a enfrentar os obstáculos por maiores que eles sejam, de atravessar os desertos, de subir as montanhas e descer aos vales, mas é preciso caminhar. E é muito melhor caminhar com Fé como diz a música. Repense sua forma de vida, analise as suas aspirações, os seus objetivos, as suas metas. Observe a forma como você está construindo o seu futuro. Veja quantas pessoas estão sendo ajudadas por você e quantas estão sendo prejudicadas pelos seus atos. Se a quantidade da segunda categoria for maior do que a da primeira você está caminhando para uma situação insustentável onde o maior prejudicado será você.
Se pergunte sempre: Pra quê? responder isso faz toda diferença. É importante sabermos o que estamos fazendo e para quê estamos fazendo. A resposta do “praquê” dar sentido às nossas ações. Tenha muito cuidado estamos sendo transformados em zumbis, em robôs pelos que dominam a sociedade. Somos robôs que sorriem nas redes sociais, que se mostram do jeito que não são, que vivem falsas alegrias, que não têm nem a riqueza e nem os bens que aparentam, somos robôs idiotas, fazendo idiotices eletrônicas. Livre-se do faz de conta, caia na real. Descubra o que de fato lhe faz feliz. Não ande atrás de rótulos, de emblemas, de símbolos, tenha sua própria identidade, saiba quem é você,o que você quer fazer, o que você tem e principalmente o que você precisa.
Seja você mesmo todos os dias e assim todos os dias você terá mais chance de ser feliz. Encontre tempo para ser você mesmo e deixe que você expulse esse outro que vive lhe dizendo o que fazer, o que postar, o que vestir, o que buscar. Enquanto você não se separar desse ser dominador que é você preso às necessidades criadas pelos outros que você precisa atender, dificilmente você acordará de bom humor. Por Severino Tomaz de Aquino

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.