A saudade é feito o Covid 19, por isso não a convide, porque depois que ela penetra, contamina a alma, o corpo e o coração e não tem quarentena que cure, não importa o tempo que dure, ela machuca, faz doer, faz sofrer. Quem sabe quando tudo isso passar vamos saber que o sabor do café não está no pó, não está na chícara, nem no local onde o tomamos. O sabor do café está no abraço da chegada, no gole com bate papo, na sentida despedida. O sabor do café quem dá é o amigo com quem o tomamos. A todos desejo que a primeira coisa que façam depois do cumprimento da pena, depois da saída da prisão que saiam junto com a sua alma, que levem junto o seu coração.