O governo do estado de Pernambuco, através de uma emenda parlamentar do deputado estadual Waldemar Borges, liberou R$ 20 mil, para associação Ama Terra e que tem como objetivo a implantação de um projeto na cidade de Gravatá, no distrito de São Severino, a 17 Km do centro da cidade, que visa orientar os agricultores a entenderem como funcionam as questões financeiras, bem como ajudar a melhorar a feira agroecológica de Gravatá.

Segundo Marcione Baroni diretora da associação AMA TERRA e coordenadora da ação o projeto começou em julho, termina em dezembro  atende prioritariamente às famílias associadas à entidade e aos consumidores da feira.

“a execução é feita pela própria AMATERRA, estou como coordenadora+ uma equipe pequena, claro, a diretoria da associação. O período do projeto se iniciou em julho e encerra em dezembro.  Temos um custo total de $22 mil, sendo $20 mil oriundo de uma emenda parlamentar do Deputado Waldemar Borges, vinculado ao IPA ( SARA) + $2 mil de contrapartida da AMATERRA.
O projeto tem um recorte de: melhorar a estrutura da feira agroecológica de Gravatá + apoio na gestão da associação + produção e comercialização. “É um projeto que atende prioritariamente as famílias associadas, consumidores da feira”, disse Macione.

A Feira Agroecológica é realizada por pequenos agricultores orgânicos da região de Brejo de Altitude, que todos os sábados expõem os seus produtos ao lado do Banco do Brasil no centro da cidade.

Aguardamos mais detalhes do projeto que serão encaminhados por Macione e assim daremos mais informações sobre a aplicação dos recursos recebidos e dos resultados obtidos.