Uma pesquisa que circula nas redes sociais de Gravatá e que segundo a publicação teria sido realizada pela Plural aponta o prefeito Joaquim Neto na frente da corrida pela prefeitura em 2020 com 40% contra 34% de Darita. Brancos e nulos somam 20% e indecisos, 5%, no confronto direto.

No resultado aparecem o atual prefeito com 24% contra 7% de Júnior Darita e apenas 3% do Conselheiro Tutelar (recém eleito) Joselito Gomes que é ex-padre, João Paulo (que tem dito que não será candidato em 2020) aparece com 2%, Dr Hilton Pimentel e Léo do Ar surgem com 1%. Não sabem ou não opinou 45%.

A pesquisa foi feita d 21 a 24 de novembro com margem de erro de 5% e apresenta também uma avaliação dividida sobre atual gestão onde 48% aprovam e 48% reprovam o atual prefeito que vai tentar seu quarto mandato a frente da prefeitura e que se conseguir será batido o recorde que antes era de Arão Lins com 3 mandatos.

O ex-padre é uma articulação do PSB de Gravatá que recentemente forçou a saída de Darita da legenda, cujo controle é feito por pessoas ligadas ao deputado estadual Waldemar Borges e tem entre seus membros o vereador Miaeiro, o diretor do Detran Vital Novaes e outros atores políticos da cidade.

Numa confrontação direta entre Joaquim Neto e Júnior Darita, o prefeito aparece com 40% enquanto o policial rodoviário federal pontua com 34%. Caso se confirme os números apresentados no levantamento que mostra uma polarização entre os dois pretendentes ao cargo de prefeito, fica evidente que o PSB vai ter muito trabalho para criar uma terceira via, uma situação nunca vista em Gravatá e tornar essa terceira via competitiva para tirar Darita do páreo e assumir a segunda posição.

Como ainda falta um ano para as eleições e muitas coisas vão mudar e influir como a montagem da chapa de vereadores, então teremos com certeza novos cenários políticos para 2020.