Quando naquela passagem bíblica (Mt 14:31) o apóstolo Pedro resolve caminhar sobre as águas, para ir de encontro ao seu líder (JESUS) e no meio do caminho vai afundando, Jesus o pega pela mão, o faz voltar à superfície e ao mesmo tempo lhe mostra onde estava o seu problema.

No caso de Pedro a causa foi a falta de Fé!

Imagine uma situação onde um liderado, injustamente sofre uma acusação, pega um processo e vai lutar para se defender. Ele está na situação de Pedro – literalmente afundando – então ele estende a mão e procura o seu líder, para que ele o ajude a sair daquela situação, onde foi colocado por pessoas que são contrárias a ele e ao seu líder. Por isso o estão usando como bode expiatório.

E nesse momento, em que mais precisava ser puxado para a superfície, o seu líder simplesmente vira as costas.

Quando com seu próprio esforço, o liderado consegue se agarrar a alguma coisa e emerge, chegando cansado a um lugar seguro, o seu líder reaparece e oferece ajuda, como se o seu liderado ainda precisasse de ajuda para a sua defesa. E esse líder que nada fez, que deixou os prazos serem vencidos e só depois se manifestou, ainda diz aos outros liderados de seu grupo que ajudou e que o seu liderado é um ingrato.

Temos muitos líderes assim: egoístas, cujo único interesse é o seu próprio sucesso e usa as pessoas unicamente para atingir o seu objetivo. Para isso engana, mente, demonstra uma personalidade que não é a sua, age como alguém que vai ajudar a todos, que quer estar junto de todos e que os seus liderados estarão com ele quando atingir o poder e quando ele chegar lá, afirma quando ele vencer todos estarão com ele no “Paraíso”. Mas, esse líder, simplesmente esquece os seus liderados e os abandona à própria sorte.

Por isso, que o que conta são os exemplos e não o que ele diz  para poder retornar ao “poder” que perdeu justamente por conta do seu comportamento egocêntrico, vaidoso, pomposo. Cabe ao liderado observar, procurar saber o que aconteceu no passado, como ele agiu, porque os seus liderados se afastaram dele, porque não querem mais acompanhá-lo e ele está sempre formando novos grupos.

O verdadeiro Líder tem a seu lado liderados fiéis em qualquer situação, boa ou ruim.