Gravatá não pode parar!
Amigos hoje começa de fato e de direito a campanha eleitoral. Teremos a oportunidade de escolher o candidato que vai continuar dirigindo os nossos destinos por mais quatro anos.
Temos nas nossas mãos uma grande responsabilidade: reeleger Joaquim Neto ou colocar o Padre Joselito no comando da prefeitura.
Além disso, vamos definir também quem serão os futuros vereadores de Gravatá.
Cada um de nós é livre para decidir seu voto naquele que acha o melhor, mais capaz, o que vai ajudar a cidade a se desenvolver ainda mais.
O que deve prevalecer é o respeito a cada um individualmente, devemos respeitar a escolha do outro.
Quero dizer a vocês que continuarei ao lado do prefeito Joaquim Neto, porque acredito que nesse momento ele seja o que mais tem condições de continuar trazendo benefícios para a nossa cidade. Porque acredito no seu compromisso de desenvolver Gravatá, de transformar a cidade cada vez mais num município de destaque no estado de Pernambuco.
Se analisarmos friamente o que era Gravatá há uns anos atrás e o que é Gravatá hoje, perceberemos a mudança significativa que a cidade sofreu, mesmo sem apoio do governo, visto que JN é oposição ao governador.
Mesmo com essa pandemia, a cidade continuou se desenvolvendo, crescendo e com esse momento que o mundo vive é muito arriscado você trocar tudo de repente e querer que funcione que dê certo. O mundo todo mudou e Gravatá não é uma ilha. A economia sofreu em todas as cidades, mas a nossa teve a presença dos turistas o que trouxe renda e condições melhores para todos.

Para vereador, pela primeira vez, desde que comecei a atuar na política de Gravatá escolhi

Luiz Prequé

porque como já disse ele reúne três condições essenciais para quem quer defender os interesses de Gravatá: 1 – É família. Esse é um requisito básico e fundamental para escolhermos alguém que vai nos representar e defender os nossos interesses. O homem que ama a sua família merece todo nosso respeito e admiração;

2 – É um amigo leal. Conheci poucos homens tão fiéis aos seus amigos quanto Luiz Prequé, é exemplo de lealdade, de sinceridade e de honestidade com todos os que se relacionam com ele;
3 – É preparado: já foi prefeito, já foi vereador, ou seja, traz na sua bagagem a experiência necessária para apresentar projetos e também para apoiar os projetos que a cidade precisa.
Por conta disso, peço a todos que me acompanham, que gostam do meu trabalho, peço também a todos os meus amigos e a todos que ainda não decidiram o seu voto, que votem na reeleição de Joaquim Neto para prefeito e na eleição de Prequé para vereador.
Gravatá precisa continuar, Gravatá não pode parar.
Nenhuma descrição de foto disponível.