20 de dezembro de 2014 às 08:37h

Chã Grande completa 51 anos de emancipação política

Faltam adjetivos para descrever o município de Chã Grande. Com uma população de pouco mais de 22 mil habitantes, segundo o IBGE, Chã Grande é um município encantador e acolhedor aos visitantes. Conhecido em todo o estado por sua rica agricultura, fornecendo produtos para os grandes mercados, o município completa hoje 51 anos de emancipação política.
A história changrandense, relatada no livro escrito pelo jornalista Tomaz de Aquino, Chã Grande das Palmeiras e de todas as Épocas, data o seu povoamento ainda do século 19. Por conta da planície, onde hoje está o centro da cidade, e das palmeiras que arboreavam a localidade, a terra foi inicialmente chamada de Chã das Palmeiras.
Através de proposta do Deputado Estadual Paulo Viana de Queiroz, o vilarejo pertencente ao município de Gravatá, passou a categoria de cidade em 20 de dezembro de 1963, juntamente com outros vilarejos, como Pombos e Primavera, vizinhos à Chã Grande. O decreto foi de autoria do governador Miguel Arraes de Alencar. O primeiro prefeito do município foi João Prudente de Santana, indicado pelo próprio governador. Dois anos depois a população de Chã Grande elegeria Tiago Barbosa para o seu primeiro mandato.
Além de contar com uma forte agricultura, com destaque no chuchu, graviola e hortaliças, Chã Grande vem ganhando renome através de seu mercado imobiliário. O município vem sendo uma alternativa ao lotado mercado imobiliário de Gravatá. Os pontos positivos são o clima, a tranquilidade da cidade e a proximidade com a capital Recife.
fonte: blog Chã Grande News

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.