17 de abril de 2019 às 12:13h

Youtubers já são mais influentes do que jornalistas

Por André Azevedo da Fonseca em 16/04/2019 na edição 1033 Do Observatório da Imprensa

O recente relatório Creators Connect: o poder dos YouTubers, produzido a partir de uma pesquisa do Google, revela um conjunto de dados que nos ajuda a compreender a dimensão dos desafios do jornalismo na era das redes sociais, sobretudo no que diz respeito à credibilidade profissional e à consequente relação de confiança do público na qualidade das informações veiculadas pela imprensa. Segundo a gigante de tecnologia, que estudou o comportamento dos brasileiros com acesso à Internet, veja quem são os agentes que mais influenciam a opinião das pessoas:

A pesquisa revela que 76% dos brasileiros conectados à Internet conhecem o termo youtuber. E dentre eles, 77% acompanham pelo menos um canal. “No mundo dos vídeos online, os YouTubers estão no comando.” Como podemos observar no gráfico acima, entre as pessoas que consomem a plataforma, youtubers (20%) só perdem para familiares (43,1%) e amigos (34,8%) no ranking dos formadores de opinião, sendo mais influentes do que jornalistas (19,1%), influenciadores do Instagram (9,6%) e celebridades da televisão (6,8%). “Além de populares, os YouTubers influenciam bastante as decisões de quem está conectado”, comemora o relatório.

A fórmula do sucesso

Segundo o Creators Connect, o diferencial do YouTube em relação à televisão e às mídias tradicionais é o deslocamento entre o que o relatório chama de audiência transferida, quando os comunicadores falam a partir de um veículo que já controla as rotinas de atenção do público; e audiência construída, quando os próprios criadores desenvolvem seu público a partir do zero, fortalecendo gradualmente a sua influência através de um crescimento orgânico. Isso ocorre a medida em que uma comunidade crescente é estimulada a se identificar não só com o conteúdo, mas com as narrativas – ou, no jargão publicitário, com o storytelling fabulado pelo youtuber para atribuir à sua imagem uma marca de identidade e, acima de tudo, de autenticidade. A “fórmula do sucesso” dos youtubers, portanto, implica na intensificação dos vínculos afetivos entre seguidores e criador, de modo que a comunidade virtual que orbita em torno do astro evolui da “admiração” para uma sensação de “proximidade” e “identificação”. Daí a relação passional de muitos seguidores com seus ídolos. O próprio Google admite: “Os YouTubers são quase deuses no universo digital brasileiro”. Veja como um dos gráficos do relatório registra essa dinâmica:

A ligação entre o público e o seu youtuber predileto é tão intensa, explica o Creators Connect, que os seguidores se sentem particularmente envolvidos com as marcas que ele anuncia – seja através de merchandising direto, seja por meio de uma opinião aparentemente despretensiosa. Mais do que tolerar as propagandas, portanto, os fãs celebram o sucesso comercial dos seus ídolos e confiam nas informações, produtos e marcas que ele indica, graças aos vínculos afetivos e identitários que superam a noção tradicional de credibilidade.

Por tudo isso, para o bem e para o mal, youtubers estão se tornando os maiores comunicadores do mundo digital. A leitura atenta do relatório indica que parte desse sucesso também pode ser explicado como produto de um exercício intensivo dos criadores de conteúdo no campo da comunicação digital, resultado de uma competição brutal no cada vez mais instável mercado de atenção. “Ela é mais direta, imediata, próxima. Ela precisa prender a atenção logo de cara, para que ninguém feche a janela. E como os YouTubers costumam ser ‘gente como a gente’, eles também usam uma linguagem bastante íntima e emocional. Tudo isso colabora para criar um sentimento de identificação entre quem assiste e quem produz o canal.”

Muitos ainda enxergam o YouTube como um mero repositório de vídeos. O que é um equívoco. A plataforma se caracteriza como uma rede social stricto senso, que emprega algoritmos complexos para coletar e analisar dados pessoais, de modo a oferecer conteúdos meticulosamente ajustados aos desejos dos usuários. O resultado é conhecido: essa dinâmica estimula um consumo compulsivo de vídeos que se sucedem em uma sequência irresistível ao gosto do espectador. Além de não ser segredo, este é um objetivo deliberado de uma plataforma que lucra capturando a atenção dos usuários. “Atualmente, o YouTube é uma plataforma de destino. As pessoas entram para ver o que cada canal postou e o público passa cada vez mais tempo assistindo aos vídeos”, explica o relatório.

Não se sabe até que ponto o expressivo movimento de jornalistas que decidiram desenvolver os seus próprios projetos no YouTube pode contribuir para aprimorar a qualidade das informações que circulam na plataforma e recuperar parte da credibilidade dos jornalistas e da imprensa em geral. A partir de minha própria experiência com o meu canal de Educação, Comunicação e Ciências Humanas no YouTube, observo que compreender as linguagens e as estratégias dos youtubers não deixa de oferecer recursos valiosos para o jornalismo, para a comunicação digital e para a divulgação científica. Nas minhas palestras sobre as oportunidades, os desafios e as contradições da educação e da comunicação científica nas redes sociais, tenho discutido um conjunto de alternativas com universitários de diversas formações acadêmicas. Mas é preciso ficar claro que há muitas contradições, sobretudo no que diz respeito ao modelo de negócio do Google Adsense, que ao exigir um volume expressivo de visualizações para que o canal se torne rentável, acaba estimulando precisamente aqueles conteúdos sensacionalistas que chamam a atenção de um público amplo.

***

André Azevedo da Fonseca é professor e pesquisador no Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e professor visitante na Universidad Complutense de Madrid. Doutor em História (Unesp) com pós-doutorado no Programa Avançado de Cultura Contemporânea (UFRJ).

28 de março de 2019 às 07:30h

A briga de Bolsonaro com Rodrigo Maia desnuda os bastidores do congresso

Quando o presidente em entrevista ao jornalista da BandNews, José Datena, diz que não vai aceitar fazer a velha política e que não vai ficar refém de deputados que querem o toma lá dá cá, começamos a conhecer o sistema político que está implantado no Brasil.

A celeuma entre Bolsonaro e Rodrigo Maia é a superfície do mar de lama que é esse país onde os três poderes executivo, legislativo e judiciário se corromperam conjuntamente e um não pode acusar o outro de nada. Prova disso foi o arquivamento da CPI da Toga pelo presidente do senado Davi Alcolumbre, e ai perguntamos qual a diferença dele para Renan? Nenhuma?

Rodrigo Maia recuou porque sabe que o presidente Bolsonaro não vai recuar.

 

 

16 de março de 2019 às 20:18h

PSB tem três candidatos em Gravatá: Waldemar, Darita e João Paulo

A foto é emblemática a vala no meio supostamente separa os dois PSB´s de Gravatá: de um lado o PSB de Waldemar Borges com Ozano, Miaeiro, Maria Araújo e Vital Novaes e do outro o PSB de Darita e de João Paulo.

Como o PSB tem três candidatos a prefeito: o deputado estadual Waldemar Borges, o suplente de deputado federal Júnior Darita e o empresário João Paulo que foi candidato a prefeito nas últimas eleições, perdendo para  o atual Joaquim Neto, vai ter que conversar muito para chegar a um consenso e escolher um deles para disputar as eleições..

Pelo voar da pomba do PSB não será uma tarefa fácil definir quem vai ser o cabeça de chapa contra Joaquim Neto, que assiste de camarote a luta interna para saber qual candidato do governador Paulo Câmara ele vai enfrentar.

O que não podemos esquecer é que Joaquim Neto é um animal político que faz política 24 horas e deve fomentar inclusive algumas candidaturas porque quanto mais dividida a oposição mais fácil a sua vitória à reeleição.

Num cenário somente com ele e o candidato do PSB o esforço será muito maior, pois um disputa polarizada sempre tem resultados imprevisíveis.

Já no caso de vários candidatos fica uma campanha bem tranquila para Joaquim Neto e assim com mais um do PT, Eduardo Cassapa ou André Fernandes, outro do PCO, Oswaldo Alves, outro do PDT que pode ser o próprio João Paulo que se for rifado do processo, pode voltar aos braços pedetistas, além de outros nomes que estão surgindo como Gustavo da Serraria que dizem será candidato, Hilton Pimentel e Daniel Alves de Chã Grande que tirou o PR de Fernando Resende e agora é eleitor e presidente do partido em Gravatá, é provável que Joaquim Neto chegue facilmente a mais um mandato.

Assim contra uma oposição mais uma vez dividida, o atual prefeito caminha sem problema para a sua reeleição e para mais uma vez administrar a cidade de Gravatá se igualando a Aarão e sendo prefeito por quatro vezes.

 

1 de março de 2019 às 12:02h

Faça cultura sem moderação e viva com mais emoção

O colega artista plástico Java Araújo encerra hoje (31) a sua bela exposição “Sereia é mulher e a outra metade, o que ela quiser” na galeria Ronaldo White no Sesc Garanhuns.

A sua obra tem um toque surrealista e foi baseada numa enquete nas redes sociais onde perguntou as mulheres se elas fossem sereia o que seriam da outra metade, as repostas foram transformadas em pinturas com técnicas misturadas desde a aquarela, passando pela acrílica, bico de pena, bem como utilizando elementos que remetem ao mar como pintura de sereias dentro das latinhas de sardinhas, dando um toque todo especial ao seu trabalho.

E assim surgiram mulheres aladas, tempestades, coração, vulcões e dessa forma nasceram as formas de novas mulheres que encantou a todos que visitaram o espaço e puderam desfrutar do universo de cores e ideias singulares do universo feminino.

Agradeço o convite porque assim pude acompanhar um pouco da trajetória desse grande artista o Java Araújo e agora aguardamos com ansiedade a publicação do seu livro com um apanhado de várias ilustração que fez ao longo de mais de 20 anos, desde quando resolveu se dedicar as artes plásticas.

 

 

23 de fevereiro de 2019 às 08:26h

Colibri de Ouro realiza almoço palestra com Evandro Monteiro

Evandro Monteiro é especialistas em loteamentos

O presidente do Grupo Evandro Monteiro, no centro da foto de blazer escuro, foi o convidado desse mês do Colibri de Ouro para palestrar para os corretores de imóveis, ontem no Restaurante Casa de Itália.

A Associação Colibri de Ouro, foi recém criada por corretores de Recife e Caruaru que se uniram para ajudar a categoria no que diz respeito à capacitação e qualificação através da realização de encontros, palestras, seminários e outros eventos com objetivo de discutir o futuro da classe, diante de tantas mudanças no cenário imobiliário e da própria classe.

Evandro Monteiro é um dos grandes conhecedores do segmento de loteamentos sendo considerada uma das maiores empresas de urbanização, atuando em todo Nordeste e com um portfólio repleto de cases de sucesso. E foi essa expertise e esse Know how nesse tipo de empreendimento que ele foi apresentar aos corretores presentes no almoço e que vai ser uma marca no calendário de eventos do mercado imobiliário acontecendo todos os meses.

O Colibri de Ouro tem como presidente André Melo, engenheiro de pesca e corretor imobiliário que pretende inovar no sentido de trazer para o corretor eventos que possam contribuir não só para o crescimento pessoal, mas também profissional.

Esse pensamento é importante principalmente nos dias de hoje com as redes sociais onde é necessária a orientação para não se usar pornografia, nem fazer debates chulos, com palavras vulgares, acusando A e B disso e daquilo, para que assim se fortaleça a relação entre os colegas.

Por isso essa conscientização de que se evite pré-julgamentos e condenações antecipadas de membros da categoria, a fim de se preservar o direito de defesa, não se excluindo àqueles que estejam sendo alvo de perseguições, muitas vezes infundadas e provocadas por interesses políticos e eleitorais possam saber que seus líderes têm compromisso com essa mudança.

Dessa forma a entidade vai investir na conscientização e despertar os eternos valores de solidariedade e amizade fraterna.

Para isso os líderes vão ter uma grande influência e devem acima de tudo ser de fato líderes da categoria e não apenas de seus próprios interesses e hoje em dia é muito fácil se perceber aonde se quer chegar de fato e de direito e de que forma se deseja chegar.

Na qualidade de jornalista, corretor de imóveis, palestrante, escritor e professor me sinto no dever de assumir com a categoria o compromisso de informar o que de fato está em jogo para o futuro do corretor de imóveis e quem de fato está interessado em transformar a classe como é o caso do Colibri de Ouro.

A todos que fazem o Colibri de Ouro, desejamos sucesso e estamos à disposição de todas as entidades voltadas para a defesa e apoio à categoria dos corretores de imóveis.

Por Tomaz de Aquino

 

22 de fevereiro de 2019 às 09:22h

Jornalista Tomaz de Aquino recebe homenagem em Recife

Acontece hoje no Hotel Manibu em Recife a homenagem prestada pela Associação Ressuscitando Vidas a várias personalidades que se destacaram nas suas áreas de atuação.

O prêmio será entregue pelo poeta Patrick Barbosa, presidente da entidade, e é uma demonstração de reconhecimento dos serviços prestados em prol da comunidade pelos homenageados.

Entre os que vão receber o Título de Referência Pernambucana está o jornalista Tomaz de Aquino, corretor de imóveis, perito avaliador judicial e professor e escritor que tem uma atuação destacada no mercado imobiliário e também no ramo da educação, além de nas horas vagas dedicar-se às artes plásticas retratando as coisas do Nordeste.

“Quero agradecer de coração a todos que indicaram o meu nome para receber esta homenagem o que me deixa muito feliz.  Dizer também que toda honra e toda Glória sejam dadas ao nosso Deus e que nessa vida temos missões. A minha é a de repassar tudo que aprendi sem pensar no retorno. Mais uma vez obrigado ao Patrick Barbosa e a sua diretoria”. Tomaz de Aquino

O evento começa às 18 horas e com certeza será destaque na cidade do Recife….

20 de fevereiro de 2019 às 14:44h

CRECI HABILITA NOVOS PROFISSIONAIS NO RECIFE

novos corretores de imóveis recebem suas credenciais

Não é mais novidade pra ninguém, que somente o corretor de imóveis é autorizado a intermediar transações imobiliárias, como estabelece a legislação que regulamentou a profissão (Lei 6.530/78 e Decreto 81.871/78). Mas, para ser um corretor, é preciso ter formação específica e um registro emitido pelo CRECI.

A primeira solenidade de entrega das credencias de 2019 foi realizada na manhã de hoje (20/02), na sede do conselho. Cerca de 100 habilitações, entre definitivas pessoas físicas e certificados pessoas jurídicas foram entregues pelas mãos do 1° secretário, Newton Franco, que presidiu o ato; do 2° tesoureiro, Augusto Paranhos; do Diretor da Ouvidoria, Enêas Dias; do Diretor Pedagógico. Jamesson Gomes e do Diretor de Fiscalização de Mídias Sociais, Sérgio Galindo.

Na ocasião, os diretores que compuseram a mesa diretiva deram orientações aos presentes sobre a importância da fiscalização do Conselho Regional dos Corretores de imóveis no combate aos contraventores, e afirmaram que o sucesso na profissão virá somente se for pautada pela determinação, ética, rigor, transparência e excelência na prestação de serviços.

Fonte: CRECI PE

Quer sr corretor de imóveis? Fale com a gente:

18 de fevereiro de 2019 às 13:52h

Garanta seu futuro fazendo um curso CCA

Garanta seu futuro!

Quer ter uma vida profissional de sucesso?

Então venha fazer CCA

São mais de 20 cursos para você escolher e assim fazer a diferença na sua vida.

Cursos nas áreas de beleza, saúde, administração, marketing, oratória, concursos, e muito mais, todos com APOSTILA ou EBOOK grátis.

O seu futuro começa aqui!

Agora você tem o CCA – Centro de Capacitação do Agreste

Acesse nosso site: capacitacursos.com.br/perguntaqui ou passe um zap 81 9.99892523 ou 981801838.

12 de fevereiro de 2019 às 05:24h

Corretores de Petrolina recebem treinamento sobre avaliação de imóveis

Ontem  a noite os corretores de Petrolina, sertão de Pernambuco, receberam o palestrante Luis Barcelos, vice presidente da comissão de avaliação de imóveis do Conselho Federal de Corretores de Imóveis – Cofeci, que veio ministrar uma palestra tratando do tema Corretor de Imóveis como Perito Judicial, à luz do novo código civil , com ênfase para as mudanças e conquistas que a categoria obteve.

Luis Barcelos traz temas a luz do novo código civil

Um dos assuntos debatidos com os corretores do Sertão foi a eliminação da restrição que determinava a exigência de nível superior nas avaliações o que beneficiou em muito os profissionais de intermediação imobiliária, além de outros temas como aumento do prazo para a entrega de laudos, etc.

Essa é a primeira ação pedagógica do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de Pernambuco, Creci – PE, dentro do projeto Educa Creci, que continua hoje (12) em Caruaru, a partir das 19 horas no Caruaru Park hotel e segue amanhã e quinta (13 e 14) na sede do Creci no Pina.

Como sempre o jornalista e corretor de imóveis Tomaz de Aquino continua a cobertura dos eventos que são importantes para o desenvolvimento da categoria e mantém a sua luta em defesa da classe incentivando e estimulando a busca permanente pela capacitação dos corretores de imóveis como elemento fundamental de transformação e adaptação aos novos tempos onde a tecnologia tenta todos os dias substituir o trabalho do corretor como intermediário entre o proprietário e o cliente.

Para o diretor pedagógico da nova gestão do Creci PE, Jamesson Gomes, o investimento na capacitação e qualificação do corretor de imóveis será uma constante e uma das prioridades da atual diretoria e uma agenda de treinamentos, palestras, workshops já está sendo elaborada para o ano de 2019 e dessa forma os corretores de Pernambuco vão ficando cada vez mais preparados para enfrentar o novo mercado, conquistando as ferramentas do saber para se posicionar e fazer a diferença.

Para fazer a sua inscrição acesse: http://www.creci-pe.gov.br/inscricoes ou ligue 81 34287151

 

11 de fevereiro de 2019 às 14:51h

Jornalismo de luto morre Ricardo Boechat em desastre aéreo

Nós jornalistas estamos tristes, perdemos um colega de profissão que morreu na batalha, trabalhando, fazendo o que gostava que era comunicar.

A bordo de um helicóptero vinha de Campinas para São Paulo, quando na vinha Anhanguera a aeronave apresentou problemas, segundo notícias veiculadas pela mídia, e tentou fazer um pouso de emergência em plena via, quando foi atingido por um caminhão de carga que colidiu de frente com o aeroplano que foi lançado para trás e pegou fogo ao cair, matando o jornalista e o piloto.

Conheci o jornalista Ricardo Boechat num evento em São paulo, no lançamento de um dos seus livros denominado Copacabna a História de um Hotel. ricardo Boechat foi um professor e fez escola, repassando o que sabia de forma didática e completa para todos nos veículos por onde passou. Um jornalista sincero, que sempre dizia o que passava, reconhecia quando errava e pedia perdão.

Lamentável e profundamente triste a sua partida repentina tirando do meio de comunicação um grande profissional.

Adeus Boechat.