31 de outubro de 2014 às 07:43h

Gato não gosta de água! Disso todo mundo já sabe

Basta um pingo d´água para os gatos sairem doidinhos, correndo, pulando, se escondendo e se lambendo.

Gatos não gostam de água! Disso todo mundo já sabe e muitos se aproveitam da chuva para ficarem na cama do patrão (o povo) comer a comida do patrão e ainda roubar escondido algumas guloseimas, pensando que o dono não sabe quanto tinha e para onde foi.

Agora, tem alguns gatos que pensam que são mais sabidos do que outros e mesmo com a chuva caindo, saem às ruas, se molham e ainda ficam dizendo que tá tudo estiado. Fazem isso porque vão tirar proveito usando a estiagem como argumento para poder continarem no quentinho dos sofás, embora estejam todos molhados.

O problema é que os gatos não consideram que tem muita gente olhando. Que tem muita gente de olho nos seus pelos sujos, pelos pingos de “lama” que começam a aparecer e por conta de uma seca moral que já dura dois anos e não ajuda a ter água pura para lavar e enxugar os seus corpos.

Diz um amigo que o gato que pula de um telhado para outro e cai de costas, não é gato, é burro, porque todo gato só cai de pé. Afirma ele que só resta agora esperar para ver como o gato vai cair e para saber se é um gato mesmo ou se foi apenas mais um burro.

31 de outubro de 2014 às 06:21h

Prefeito decreta estado de emergência

O prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano, que vem sendo acusado de diversas irregularidades administrativas, decretou mais uma vez estado de emergência por um prazo de 180 dias. Segundo nota da prefeitura o decreto se baseia na pouca escassez de chuva na região, que es tá abaixo da média histórica, prejudicando a população.

No começo de sua gestão o atual prefeito também utilizou este mecanismo. No que foi bastante criticado pela oposição e teve algumas ressalvas do Tribunal de Contas do Estado com relação as ações que desenvolveu no período compreendido pela medida.

A decretação do estado de emergência concede a administração uma série de instrumentos que facilitam a vida do gestor no que diz respeito a aquisição de bens e serviços sem observação dos prazos e exigências legais previstos na legislação, como a realização de licitações.

Em muitas prefeituras, não estamos afirmando ser o caso da de Gravatá, os gestores se aproveitam de decretos de emergência para cobrir prováveis buracos na administração, repondo o caixa que estava a descoberto e regularizando algumas situações que de outra forma poderiam levar os gestores às barras do TCE.

Entretanto, o decreto de emergência não significa liberdade total, até porque dessa vez o prefeito tem uma oposição mais ativa e fiscalizando com muito mais rigor os atos administrativos, além disso, a legislação estabelece determinados critérios de controle que permitem o acompanhamento dos bens e serviços contratados.

Para um vereador de oposição o decreto foi uma surpresa, porque na opinião dele Gravatá teve chuva demais, porém, como é leigo no assunto vai buscar a avaliação de técnicos para saber se tal decreto tem embasamento legal.

30 de outubro de 2014 às 07:36h

Direitos dos servidores municipais em discussão

Uma matéria publicada na página do facebook do presidente do Sindsgra – Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Gravatá, Marcelo Brito, direciona o leitor para o site da prefeitura, fazendo propaganda da administração e afirmando que Prefeito Bruno Martiniano deve acatar reivindicação dos servidores municipais.

Em seguida informa que aconteceu uma reunião com o novo secretário de governo que imediatamente se reuniu com A e com B para cobrar agilidade na pauta que estava no jurídico e depois transformar num projeto de lei para ser enviado à Câmara.

Finalizando, diz que o prefeito vai acatar as mudanças.

Analisando o acontecimento podemos supor que o sindicato está dando um crédito ao município o que é natural, aceitando um determinando prazo da municipalidade e entrando num acordo de boa vizinhança, objetivando ganhos para a categoria e ajudando a elevar um pouco o grau de confiabilidade na administração, mostrado que ela está aberta ao diálogo e que o prefeito vai resolver as pendências.

Esse caminho é perigoso! Uma entidade de classe, é um órgão de confronto, de combate, de luta pelos direitos. Não dá para ficar fazendo marketing e merchandising de prefeito e de secretário.

Na nota da imprensa da prefeitura faltou dizer quais são as reivindicações que o prefeito vai atender. Quais os direitos que ele vai dar e quais as concessões que ele vai fazer.

Segundo, o presidente do Sindsgra em informação ao blogdotomaz as reivindicações dizem respeito ao projeto de lei pra regulamentar os adicionais de insalubridade, periculosidade e adicional noturno (envia anexo cópia dos ofícios encaminhando à administração).

Já ao sindicato faltou informar à categoria o que foi pedido, o prazo que vai ser levado para a prefeitura preparar o projeto e dar uma resposta de sim ou de não, além de dizer se vai haver alguma assembleia para apresentação do eu foi discutido da reunião.

Esperamos que realmente estejamos vivendo um novo momento, onde a gestão adota uma nova postura de conversar com os segmentos representativos da sociedade e não seja apenas uma jogada de marketing para melhorar a péssima imagem da atual administração em todas as suas áreas: ética, moral e administrativa.

Outro detalhe é o local onde o encontro se dá, na sala do secretário que senta numa cadeira bem mais alta, coloca os representantes do sindicato a dois metros de distância e todos em cadeiras mais baixas, típicos das técnicas de psicologia de controle e de comando, demonstrando domínio e autoridade.

Em primeiro lugar a reunião deveria ter ocorrido numa mesa de negociação com todos no mesmo nível, e em segundo lugar deveria ser com o próprio prefeito.

Porque para entregar ofícios qualquer contínuo, diretor ou servidor pode entregar.

Vamos aguardar e acompanhar os resultados dessa reunião para não ser apenas média da “nova” prefeitura a fim de gerar notícias positivas para garantir votos nas próximas eleições.

30 de outubro de 2014 às 06:27h

Gtanet com problemas na sua rede

Há vários dias que os usuários da Gtanet vem sofrendo com problemas técnicos para acessar a Internet.

Segundo técnicos da empresa o problema é na rede e a solução está sendo procurada, o que deve ocorrer em algumas horas.

A maior dificuldade não está em conectar – se, mas em ter uma velocidade mínima para se acessar a rede e assim realizar as suas atividades.

Portanto, dentro de algumas horas o problema que já dura alguns dias estará resolvido.

30 de outubro de 2014 às 06:18h

Aciag faz jantar empresarial

A Associação Comercial e Empresarial de Gravatá realiza nesta sexta (31) o seu tradicional café da manhã para os aniversariantes do mês de outubro.

Este será o primeiro jantar que já conta com a participação do novo presidente João Paulo de Lemos e da nova diretoria que foi eleita e que toma posse em janeiro.

A Aciag como é conhecida tem feito um excelente trabalho junto aos diversos segmentos empresariais da cidade com cursos palestras, encontros, feiras e projetos de desenvolvimento.

A rota 232 e o blog do tomaz desejam sucesso ao novo presidente e estará à disposição da Aciag para continuar as coisas positivas que a entidade vem fazendo.

29 de outubro de 2014 às 11:58h

Joaquim Neto luta para ser candidato em 2016

Os deputados Bruno Araújo e Alberto Feitosa vão lutar para que Joaquim Neto possa ser candidato em 2016, só que dessa vez a situação de Joaquim é bem diferente da de 2010 e ainda por cima Aécio perdeu.

Nas últimas eleições eu fui o único membro da imprensa de Gravatá que afirmava contra tudo e contra todos, em inúmeras notas e matérias que ele seria candidato a prefeito em 2010, inclusive publicando reportagens no jornal Rota232 a respeito do registro de sua candidatura junto ao TRE que daria o devido deferimento.

Não deu outra, o TRE deferiu o pedido e Joaquim Neto foi candidato a prefeito, disputando contra o atual Bruno Martiniano.

Muitos dos processos de Joaquim Neto não chegaram a serem julgados até 2010. Assim também como nenhuma de suas contas julgadas irregulares pelo TCE tinham sido julgadas e reprovadas pela câmara municipal.

Dessa vez o quadro eleitoral é outro.

Joaquim Neto teve contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado que encaminhou os processos para a Câmara Municipal de Gravatá sugerindo que elas fossem rejeitadas pelos vereadores.

Os vereadores por sua vez, independente de questões políticas, rejeitaram as contas do ex-prefeito Joaquim Neto, colocando-o na lista dos ficha suja e tornando-o inelegível para as próximas eleições (2016).

Então, nesse novo quadro,  quando Joaquim Neto solicitar ao TRE o registro de sua candidatura deverá receber o seu pedido com a “solução de indeferimento”. Ele poderá recorrer ao TSE em Brasília, mas dificilmente o TSE toma uma decisão diferente das que foram tomadas pelos TRE´s dos estados.

É por isso, que pela primeira vez, afirmo que dificilmente o ex-prefeito Joaquim Neto conseguirá consolidar seu nome como candidato a prefeito de Gravatá em 2016. Cabe destacar que não estou me referindo a nenhum outro processo fora da esfera do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

29 de outubro de 2014 às 10:19h

Vereador da oposição de Gravatá tenta voltar atraz

A bancada de oposição na Câmara Municipal apresentou uma série de graves denúncias contra o atual e deu entrada em um requerimento solicitando a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar as irregularidades.

Segundo a vereadora Sônia do PP um dos vereadores da oposição tentou tirar o seu nome do requerimento depois que ele foi protocolo pela secretaria da casa, o que segundo ela não é permitido.

A pergunta que fica é?

Qual foi o vereador que quis tirar o nome, e, a principal porque ele quis tirar o nome?

Com a palavra a vereadora.

 

 

29 de outubro de 2014 às 10:02h

PSB e PS de Gravatá juntos

Assim que as executivas do PSB e do PPS definirem a fusão das duas agremiações a nível nacional, criando um novo partido, Rafael Prequé e demais membros do PSB na cidade sentarão com Júnior de Obras vereador do PPS para discutir a forma de atuação do novo grupo.

O novo partido continuará sendo chamado de Partido Socialista Brasileiro, mantendo a mesma sigla – PSB e o mesmo símbolo a pomba, bem como o mesmo número 40.

Assim teremos a ampliação da bancada do partido na câmara municipal que passará a contar com dois vereadores, atualmente só tem um, Luiz Prequé.

Portanto, essa fusão é mais um sinal para o projeto político de Rafael Prequé de disputar a prefeitura de Gravatá em 2016.

29 de outubro de 2014 às 09:15h

Waldemar Borges ficou de fora da nova executiva estadual do PSB

Por hora é só um pergunta: Porque Waldemar Borges não faz parte da nova executiva estadual do PSB.

A resposta pode ser porque ele vai ocupar um cargo de destaque no novo governo, secretário, presidente da Assembléia legislativa, líder do governo, mas nenhum desses justifica a sua ausência da direção partidária.

É provável que o rolo compressor que montou junto aos prefeitos para ser o deputado estadual da legenda mais vota do nas eleições e que não se confirmou, tenha contribuído para afastá-lo de muitos deputados que foram eleitos e que em off criticaram a sua postura.

Uma das cidades foi Gravatá onde Waldemar optou pelo apoio do atual prefeito e teve uma votação pífia, aquém de qualquer previsão e ainda por cima o último lugar na cidade perdendo para Rafael Prequé do PSB e para o candidato do ex-prefeito Joaquim Neto.

Outro motivo pode ter sido o fato de sua esposa, Luciana Santos, que faz parte da frente popular ter pulado e apoiado a candidatura de Dilma, em detrimento da candidatura de Aécio que foi escolhida pelo PSB, enfraquecendo a força política do novo governador de Pernambuco.

Vamos aguardar o desenrolar dos fatos e esperar que o deputado estadual Waldemar se pocione, a respeito da sua ausência na direção do PSB.

Conheça a nova executiva estadual.

A nova Comissão Executiva Estadual do PSB foi eleita e divulgada nesta terça-feira (28). Noventa nomes do diretório estadual do partido votaram na única chapa apresentada que estará à frente da sigla durante os anos de 2014 e 2017. Confira os nomes

  1. PRESIDENTE: Sileno Sousa Guedes
    2. 1º VICE-PRESIDENTE: Francisco Tadeu Barbosa de Alencar
    3. 2º VICE-PRESIDENTE: Fernando Bezerra Coelho Filho
    4. 3º VICE-PRESIDENTE: Felipe Augusto Lyra Carreras
    5. VICE-PRESIDÊNCIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS: Luciano Vasquez Mendez
    6. VICE-PRESIDÊNCIA DE MOBILIZAÇÃO: Laura Mota Gomes
    7. VICE-PRESIDÊNCIA DE POLÍTICAS REGIONAIS: José Aluisio Lessa da Silva Filho
    8. SECRETÁRIO GERAL: Adilson Gomes da Silva
    9. 1° SECRETÁRIO: Renato Xavier Thièbaut
    10. 2° SECRETÁRIO: João de Andrade Arraes
    11. SECRETÁRIO DE ORGANIZAÇÃO: João Henrique de Andrade Lima Campos
    12. 1° SECRETÁRIO DE FINANÇAS: Bruno Augusto Paes Barreto Brennand
    13. 2° SECRETÁRIO DE FINANÇAS: Mário Cavalcanti de Albuquerque
    14. LÍDER DA BANCADA

SECRETÁRIOS ESPECIAIS:

  1. Secretaria de Formação Política: Auxiliadora Maria Pires Siqueira da Cunha
    16. Secretaria de Cultura: Pedro José Mendes Filho
    17. Secretaria de Política Agrária: José Aldo dos Santos
    18. Secretaria de Meio Ambiente: Heraldo de Albuquerque Selva Neto
    19. Secretaria de Comunicação e Propaganda: Adilson Gomes da Silva Filho
    20. Secretaria de Ação Parlamentar: Diogo Casé Moraes
    21. Secretaria para Assuntos Regionais: Ângelo Rafael Ferreira dos Santos
    22. Secretaria para Assuntos Regionais: Sandoval Cadengue de Santana
    23. Secretaria para Assuntos Regionais: João Fernando Pontual Coutinho
    24. Secretaria para Assuntos Regionais: Ana Célia Cabral de Farias
    25. Secretaria para Assuntos Regionais: Cleuza Pereira do Nascimento
    26. Secretaria para Assuntos Regionais: Alexandre José Alencar Arraes
    27. Secretaria para Assuntos Regionais: Ettore Labanca
    28. Secretaria para Assuntos Regionais: Raquel Teixeira Lyra
    29. Secretaria para Assuntos Regionais: José de Anchieta Gomes Patriota
    30. Secretaria de Articulação Social: Isaltino José do Nascimento Filho
    31. Secretário Especial: Gabriel Andrade Leitão de Melo
    32. Secretário Especial: Israel Ubaldo Vasconcelos Neto

MOVIMENTOS (eleitos no Congresso):

  1. Representante do Movimento de Mulheres
    34. Representante do Movimento da Juventude
    35. Representante do Movimento Sindical
    36. Representante do Movimento Popular
    37. Representante do Movimento de Raça e Etnia
    38. Representante do Movimento LGBT

 

29 de outubro de 2014 às 08:45h

PSB convida Rafael para reunião da executiva estadual

rafael executiuva 3

João Campos, filho de Eduardo, Rafael e Sileno Guedes preidente do PSB

O vice prefeito de Gravatá Rafael Prequé foi o único convidado de Gravatá para participarda reunião da direção do partido que elegeu a nova diretoria.  Isto prova o que disse aqui que ele [Rafael] seria o representante do PSB em Gravatá, em função de ter sido o mais votado e de ter derrotado os candidatos do ex-prefeito Joaquim Neto e do prefeito Bruno Martiniano.

Todos nós sabemos que a relação da família Prequé com o PSB é antiga e o convite só confirma que Rafael é a liderança política com maior destaque junto ao novo governo, visto que o capital de um líder político são os votos que ele obtém e dessa forma a votação expressiva de Rafael o credenciou para representar o PSB em Gravatá e para disputar o cargo de prefeito em 2016.

Ciente de que apenas representa o PSB que tem grandes nomes como Vital, Denis, Miareiro que também são históricos do partido em Gravatá, Rafael, sabe que só com a união de seus correligionários terá condições de brigar pela melhoria de vida da população de Gravatá e por um novo jeito de fazer política.

Na reunião o presidente da legenda Sileno Guedes agradeceu a participação de Rafael na campanha de Paulo Câmara e manifestou o interesse de ver o atual vice-prefeito de Gravatá, galgando novos espaços na política gravataense.

rafael executiva1rafael executiva2