5 de novembro de 2014 às 06:25h

Prefeito de Gravatá sofre derrota na câmara municipal

LOA e PPA reprovados na câmara de Gravatá por 9 x4

A Lei de Orçamento Anual ( LOA) e o Plano Plurianual de Investimentos (PPA) foi derrotado na votação de ontem a noite na câmara municipal de Gravatá.

A LOA é a lei que define os gastos que a prefeitura vai fazer no ano de 2015. É como a dona de casa que faz a sua lista de compras na feira, no supermercado, na farmácia e define quanto vai gastar lugar. No caso da prefeitura a feira, o supermercado, a farmácia são as secretarias e a LOA diz quanto o prefeito quer gastar em cada uma.

Já o PPA, Plano Plurianual de Investimentos são os gastos que o munciípio pretende fazer em longo prazo (quatro anos) assim enquanto a LOA define 12 meses, o PPA é referente a 48 meses.

Sem a aprovação do projeto orçamentário a prefeitura terá dificuldades para realizar as despesas da gestão e também para fazer os investimentos que precisa. Na votação nove vereadores votaram com o prefeito e quatro contra a proposta.

Dois vereadores faltaram, Léo do Ar e Júnior de Paulo.

Como essa matéria é de dois terços seriam necessários dez dos quinze votos da casa para aprovar a matéria. Este é mais um ato da quebra de braço entre o prefeito e seus opositores e é mais uma prova de que o prefeito Bruno Martiniano que tinha treze vereadores no início de sua gestão, agora só conta com 9.

4 de novembro de 2014 às 14:35h

CRECI ENTREGA CARTEIRAS

convite creci

O jornalista Tomaz de Aquino fará palestra para os corretores

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Pernambuco – Creci PE, na sua política de interiorização de suas atividades divide em Gravatá e Recife a próxima entrega de carteiras aos novos corretores, estagiários e imobiliárias.
Na cidade de Gravatá, o evento acontece no dia 12 de novembro, as 17 horas no Hotel Portal de Gravatá, e contará com aonde mais de 100 novos profissionais estarão sendo habilitados para atuarem de forma regular no mercado, na região do agreste, um das que mais cresce no estado.
No evento o jornalista e escritor Tomaz de Aquino
Já no Recife, será no dia 14, às 17 horas no Centro de Formação de Educadores Paulo Freire, na Madalena, e serão beneficiados mais de 200 profissionais que passarão a exercer as atividades de corretor de imóveis.
Neste evento será proferida uma palestra com o Promotor de Justiça Dr. Maviael de Souza Silva falando sobre a importância do Memorial de Incorporação e do Habite-se nos Empreendimentos Imobiliários.
Dessa forma, o Creci contribui para a formalização de quem atua com transações imobiliárias, incentivando a realização dos cursos técnicos de transações imobiliárias, Gestor Imobiliário (nível superior), além de treinamentos, seminários, palestras com foco na capacitação e aperfeiçoamento da profissão.
Alexandre Monteiro e Fernando Cavalcanti (foto detalhe) estão trabahando juntos Imobiliária Gravatá Fernando Cavalcanti – IGFC na cidade de Gravatá e defendem a valorização do corretor.
tanto é assim que não trabalham e não fazem parcerias com pessoas que não são corretoras e atuam de forma irregular no mercado, um exemplo que deve ser seguido não ´so pelos novos profissionais, mas por todos do mercado imobiliário.
Para mais informações:

4 de novembro de 2014 às 06:29h

Recuperação de estradas rurais é com piçarro e não com trator

tratro tres vendasJá disse aqui nas gestões de Joaquim Neto, Osano Brito e agora de Bruno Martiniano que a restauração das estradas rurais não podem ser feitas somente com um trator passando de lá para cá o tempo todo.

Quanto mais a estrada for aplainada através de retroescavadeiras, patrol, motoniveladora, mais problemas vai causar e mais dificuldades vai trazer para a população usuária dessas vias. Em primeiro a retirada de terra é prejudicial, pois baixa o nível da rua e muitas vezes deixa quase na superfície as instalações elétricas e hidráulicas onde existem, trazendo prejuízos para os proprietários rurais;

Em segundo lugar, como nosso solo é agreste, logo se chega em camadas rochosas que são quebradas colocando centenas de pedregulhos pontiagudos que cortam e furam os pneus dos veículos que transitam por essas vias.

Aqui na cidade de Gravatá só um prefeito iniciou a recuperação das estradas rurais de forma correta e eficaz que foi Sebastião Martiniano. Uma estrada rural não precisa de trator, precisa de piçarro.

Foi justamente isso que Sebastião Martiniano. Adquiriu para o município uma jazida de piçarro na Serra das Ruças, colocou uma retro escavadeira enchendo caçambas 24 horas por dia e levando para as estradas rurais.

Em muitos casos os próprios usuários com seus caminhões levavam o piçarro até as suas comunidades e juntos com elas promoviam o espalhamento que depois era finalizado por uma máquina que boleava a via, deixando duas linhas d´água uma de cada lado.

Assim a estrada ficava como um semiarco, onde no meio ficava em forma de abóbada de descendo para os lados. Com isso as estradas duravam muito mais, não faziam lama, pois a água tinha um escoamento regular, diferente de quando se passa um trator fazendo mais desnivelamentos do que corrigindo os defeitos.

Em muitas prefeituras passa-se somente o trator, mas na hora de empenhar aparece toneladas de piçarro que só foram usados mesmo para nivelar os bolsos e não as estradas, como já foi denunciado em várias cidades e esperamos que não seja o caso do nosso município.

 

4 de novembro de 2014 às 05:34h

Nós escolhemos o caminho que queremos trilhar

nevoeiro

Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. Provérbios 4:18

Hoje o dia amanheceu com um forte nevoeiro, cobrindo toda a paisagem e dando pouca visibilidade para quem estivesse observando. As montanhas nem sequer apareciam, embora estivessem lá e as casas apareciam perdidas dentro daquela nuvem esfumaçada.

Aos poucos o dia começava a clarear, o sol logo nasceria e com a sua força magistral dissiparia aquela névoa e a visibilidade seria total. A força da luz do sol iluminaria tudo e a paisagem seria outra. Os caminhos ficariam visíveis, as árvores ganhariam as suas tonalidades de centenas de gradações de verdes.

Os pássaros começam a cantar e a fazer as suas acrobacias demonstrando muita alegria pelo amanhecer, pelo nascer do dia e pela luz que tudo dissipa.

A nossa vida é assim, às vezes o amanhecer é encoberto por fortes nevoeiros que não deixam que a gente veja o caminho que devemos trilhar. Só a luz poderosa de um Deus maravilhoso poderá nos dar a visão necessária para enxergarmos além da escuridão e vermos os caminhos que estão à nossa frente.

Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito, diz o provérbio acima e sabemos que é assim que acontece. Deus estará sempre iluminando o caminho do justo e com isso ele não tropeçará, porque verá os obstáculos que estão na sua caminhada.

Quando o seu dia amanhecer com um forte nevoeiro e os seus olhos não puderem ver a beleza que Deus reservou para você, saiba que a luz Dele continua brilhando além das nuvens e assim aja com justiça que o seu caminho será iluminado.

Fiquem na paz de Deus queridos e amados leitores e tenham sempre um bom dia iluminado e cheio de boas ações.

Por Tomaz de Aquino

3 de novembro de 2014 às 13:14h

Pereira é secretário de turismo de Gravatá? Desde quando?

Beira as raias do absurdo a falta de respeito da prefeitura para com a população e com a imprensa da cidade.

Recebemos da secretaria de turismo um ofício comunicando um evento, assinado por um tal de José Pereira que não sabemos se é o mesmo que já foi secretário da cidade no governo do pai do atual prefeito, Sebastião Martiniano.

Não existe nenhum comunicado oficial a respeito da nomeação, bem como nenhuma apresentação formal do novo gestor no site da prefeitura.

Mas, ninguém se surpreende com estas atitudes ditatoriais e autoritárias da administração que faz o que quer, não dá satisfação a quem quer que seja, achando que nada foi como dantes no reino de Abrantes e não foi mesmo.

3 de novembro de 2014 às 13:03h

Gravatá vai mudar de nome e vai se chamar Gravatareira

O prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano, decretou estado de emergência, mesmo com chuvas na cidade, alegando estiagem prolongada e depois viajou a passeio para a cidade de São Paulo.

Diz a oposição com ironia que ele gosta muito de seca e então foi fazer turismo na cantarei a é ver como os paulistanos se divertem sem ter água nem para tomar banho.

Segundo um vereador da base oposicionista é provável que quando ele chegar do Sul faça um novo decreto trocando o nome da cidade que padaria a se chamar Gravatá reina,  em homenagem a secura que para alguns só existe só existe no decreto municipal.

3 de novembro de 2014 às 09:06h

Cabra macho é homem que leva “dedada”

dedada

Novembro é mês de cabra macho e cabra macho é homem que leva “dedada”

A maioria dos prédios públicos estão pintados de azul, numa alusão ao mês do alerta contra o câncer de próstata.

Nos próximos trinta dias o Brasil vai viver intensas campanhas para despertar o público masculino sobre a necessidade de realizar o exame contra o câncer prostático que é o tipo de  tumor cancerígeno que mais mata no nosso país.

A próstata tem o tamanho de uma castanha e é responsável pela formação do esperma juntamente com outros líquidos seminais, fica localizada próxima ao colo retal e o exame deve ser feito por indivíduos do sexo masculino a partir dos 45 anos de idade.

Lembrando que quanto mais  cedo o problema for identificado maior a chance de cura.

Até agora não vimos nenhuma ação da Prefeitura de Gravatá para alertar o público masculino sobre a importância de fazer o exame e assim descobrir se está ou não com a doença.