14 de outubro de 2014 às 05:44h

O prefeito Bruno Martiniano ficou sem saída

A moeda do político é voto,  o resto é marketing!

Se for para Aécio o PSB de Rafael e o PSDB de Joaquim Neto são os que estão na coordenação. E, se for para Dilma é Darita e Fernando Pinheiro quem comanda. Resultado, até agora não vi nenhuma postagem do prefeito a respeito do seu candidato para o segundo turno.

Além disso, a baixa votação que o prefeito deu aos seus candidatos proporcionais,  não o deixa com força suficiente e nem o credencia para brigar pelo comando da campanha de um ou de outro na cidade, o que em qualquer caso vai deixá-lo, em terceiro plano, visto que Rafael foi o primeiro com 7.400 votos, Joaquim Neto o segundo com os 6.800 que deu a Bruno, e o prefeito foi o terceiro com os pouco mais de 2.000 votos que deu a Sebastião Oliveira.

Não deve estar sendo fácil para o prefeito administrar essa rejeição que a população de Gravatá demonstrou nas urnas.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.