6 de novembro de 2017 às 06:38h

Minha Casa, Minha Vida vai movimentar mercado da construção civil em Pernambuco

Gravatá receberá mais de 300 unidades residenciais dentro de 2 anos

O Ministro das Cidades, Bruno Araújo, declarou a nossa equipe, que o estado de Pernambuco já tem autorizada a construção de mais de duas mil unidades residenciais pelo programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).
Uma das comunidades beneficiadas será o do Pilar que receberá 940 unidades, maior número de unidades da história e mais de 20 mil no estado, acabando de vez com a moradia insalubre daquela comunidade. Ainda segundo o ministro outras comunidades também serão beneficiadas assim como outras cidades de Pernambuco que já apresentaram projetos e serão atendidas na reivindicação de moradias populares.
Algumas obras estão sem receber recursos em função da falta de cumprimento dos contratos assinados pelos parceiros, visto que o ministério não executa obras, apenas repassa os recursos para os parceiros: estado e municípios que contratam as construtoras para executar os serviços.
O ministro garantiu que mais de R$ 2 bi, estão depositados na conta da caixa econômica e dentro de seis ou oito meses as obras dessas novas unidades deverão ser iniciadas. Para isso é preciso que os que estão com pendências, regularizam seus projetos para que sejam aprovados e recebam os recursos do ministério.
Uma das cidades de Pernambuco a ser beneficiada com a construção de residências será Gravatá, no agreste do estado que vai receber mais de 300 casas para resolver o problema de uma localidade denominada Área Verde que se tornou uma favela às margens da linha do trem.
Os moradores foram cadastrados, o projeto foi apresentado pela prefeitura e o ministro Bruno Araújo garantiu que no próximo lote, em dezembro, já será contemplada a cidade de Gravatá.
O blog do Tomaz vai acompanhar e verificar se os prazos dados pelo ministro estão sendo cumpridos.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.