29 de setembro de 2017 às 12:43h

Mais um golpe aplicado e pessoas inocentes perderam R$ 4 milhões de reais

Ontem no meu vídeo eu falei sobre falsos corretores que aplicam golpes em pessoas incautas que perdem dinheiro e ficam no prejuízo. Dei três dicas a primeira checar os dados do corretor, a segunda checar os dados do proprietário e a terceira analisar bem a documentação.

Mas, uma coisa é preciso destacar não é só falsos corretores que aplicam golpes, muitas vezes corretores credenciados, com número de creci também são flagrados aplicando golpes como foi o caso do corretor Robson Soares dos Santos de Planaltina, Distrito Federal, que aplicou golpes que somam mais de R$ 4 mi, vendendo terrenos com documentação falsa.
Se as pessoas antes de fazer negócio com esse mau profissional tivessem seguido a minha orientação e checado a sua situação no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de lá, teriam verfificado que ele está com problemas pendentes e isso está publicado na página do Creci.
Por isso, mais uma vez destaco a importância de se tomar algumas providências básicas ao se fazer uma transação imobiliária, entre essas destaco:
1 – Pedir o número do creci do corretor que está anunciando o imóvel e checar na página do Creci se ele é um corretor legal, se está em dia com suas obrigações;

2 – Pedir informações sobre o imóvel para checar se o proprietário emitiu uma “AUTORIZAÇÃO DE VENDA” para o corretor negociar o imóvel dele e assim checar se o imóvel desejado não está sendo vendido para mais de uma pessoa, se o proprietário autorizou a venda, se defato aquele corretor está habilitado a fazer a transação imobiliária;

3 – Não realizar nenhum pagamento antes de confirmar a legalidade da documentação.

 

Qualquer dúvida entre em contato conosco através de nosso site: www.vejacasa.com.br/perguntaqui ou passe um email para tomazdeaquino@creci.org.br ou um zap para 81 9.99892523 que reponderemos ao seu questionamento inteiramente grátis.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.