29 de Março de 2018 às 06:58h

Chapas são indeferidas para as eleições dos Conselhos Regionais

A chapa apresentada pelo ex presidente do Creci Petrus Mendonça estava regular e foi aceita

Ontem as comissões eleitorais federais do Sistema Cofeci Creci deram o veredito sobre as inscrições de chapas para a disputa das eleições para a diretoria dos regionais. Em Pernambuco não foi diferente e uma das chapas apresentadas foi indeferida por não atender as exigências do Edital do Cofeci – Conselho Federal dos Corretores de Imóveis. Dessa forma, na maioria dos estados, apenas uma chapa conseguiu preencher todos os requisitos exigidos para o pleito e assim será confirmada vitoriosa pela comissão eleitoral respectiva. Isso reflete o que venho discutindo sempre no mercado imobiliário em todas as suas áreas, inclusive eleitoral: É preciso Capacitação! Se os candidatos, independentemente do que a resolução e o Edital exigem, não souberam atender às solicitações fica claro que faltou preparo dos líderes que articularam corretores para compor as chapas. A especialização é uma necessidade, logo ter especialistas em eleições que se preocupassem com o atendimento das requisições seria no mínimo elementar, daí torna-se fundamental que os corretores se profissionalizem com cursos, capacitações e se tornem especialistas naquilo que pretendem. Todos sabemos como funciona o processo eleitoral e não dá para ser amador em “eleições”. Durante um bom tempo da minha vida disputei vários mandatos nos sindicatos e associações de minha categoria e sempre saímos vencedores isso porque não ficávamos apenas nos discursos eleitorais e partíamos para entender também os processos burocráticos legais, afim de não sermos pegos de “calças nas mãos” e ficarmos chupando dedo e chorando o leite derramado. Parabéns a todos àqueles que conseguiram inscrever suas chapas, foram competentes, estudaram o edital, atenderam as requisições, tiveram todos os 54 membros que compõem a chapa aceitos, por não apresentarem irregularidades nas suas vidas profissionais. Que essa situação sirva de exemplo para os corretores entenderem que o “DISCURSO” é aluno do “SILÊNCIO” que o “RESULTADO” é fruto da CAPACITAÇÃO e que a “PREPARAÇÃO” é a mãe da “VITÓRIA”.

Desejo a todos que Escutem mais, Estudem mais e Trabalhem mais que o resultado vem, em breve tem novidades por aí…Aguardem

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.