29 de outubro de 2015 às 05:33h

Comandante da 5ª CIPM diz que Gravatá não tem força política

O major Silvestre comandante da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar – CIPM  que comporta as cidades de Gravatá e Chã Grande, informou ontem na Associação Comercial e Empresarial de Gravatá – Aciag, que foi preso o menor, vulgo Neguinho, que vinha aterrorizando a cidade de Gravatá. Mas ao mesmo tempo deixou claro que ele passaria pouco tempo no reformatório e que  isso não era problema dele e sim da justiça.

Disse ainda que Gravatá saiu do 3º lugar do corredor da morte (Vitória, Gravatá e Caruaru). Descendo de 43 para 31 homicídios e que está agora no 33º lugar, mostrou a dificuldade que ele tem para policiar a cidade que conta com apenas quatro viaturas e 108 PMs para Gravatá e Chã Grande.

Disse que a crise política que a cidade atravessa contribui para o aumento da criminalidade e que isso se reflete na vida das pessoas como a construção civil parada, acusações de corrupção, falta de infra estrutura em muitos pontos da cidade que não permite acesso de veículos e motos e falta de força política.

Criticou os políticos, afirmando que Gravatá não tem força política para pressionar o governo e conseguir mais homens e mais viaturas para dar mais segurança à população. Citou como exemplo o caso de Caruaru que conseguiu agora mais 100 PMs para o batalhão de lá, enquanto que Gravatá não conseguiu nenhum.

Pelas palavras do Comandante da 5ª CIPM entendemos que nem Waldemar Borges, nem Bruno Araújo, nem Joaquim Lira, nem Armando Monteiro, nem Sebastião Oliveira, nem Alberto Feitosa e nem os líderes políticos de Gravatá como Joaquim Neto, Rafael Prequé, Edval Darita, além de outros e todos os vereadores juntos têm força política para solicitar do governo mais segurança para o povo.

Que a situação de Gravatá é caótica todos nós sabemos.

A população está com medo de ir às ruas e prefere ficar em casa. Os assaltos e roubou são constantes e acontecem a toda hora e vão continuar segundo o Comandante.

Portanto, estamos nas mãos de Deus, porque se formos esperar dos políticos que elegemos estaremos condenados ao abandono.

29 de outubro de 2015 às 04:47h

Aciag parabeniza o jornalista Tomaz da Rota 232

DSC_0125

Zeca da Charque entrega a xícara e o cartão

Ontem, na sede da Associação Comercial e Empresarial de Gravatá – Aciag, o jornalista Severino Tomaz recebeu em homenagem a passagem de seu aniversário uma xícara para simbolizar o famoso encontro para o “café” com os amigos e empresários de Gravatá, além de um cartão com dedicatória para lembrar a contribuição dada ao comércio de uma maneira geral e também uma torta, acompanhada de um delicioso café da manhã, preparado pela competente Lidiane Bezerra.

O vice presidente da entidade José Joaquim de Lemos entregou a lembrança ao jornalista e destacou a importância da Associação para o desenvolvimento bem como da papel que a imprensa que tem para contribuir com a divulgação da cidade e assim atrair turistas para o município e gerar emprego e renda para à população.

DSC_0128

Recebendo uma torta de presente da Pão da Serra

DSC_0174

Amigos é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito, dentro do coração

 

27 de outubro de 2015 às 09:37h

Dra. Juliana, Irmã do prefeito Bruno de Gravatá pede que eleitor procure órgãos de combate a corrupção

O internauta Wendell Santiago de Gravatá postou em sua página do face uma conversa que teve com  a Dra. Juliana Coutinho Martiniano Lins, irmã do prefeito de Gravatá Bruno Martiniano, que vem sendo acusado de diversas irregularidades à frente da gestão municipal.

“Eu tinha avisado a irmã do Prefeito Drª Juliana Coutinho Martiniano Lins que a coisa era séria e que o Prefeito Bruno Martiniano não estava honrando os votos e se ela tivesse escutado um nobre garçom tinha revertido, mas agora não tenho dúvida que Bruno será preso e vai para trás das grades”, disse Wendell.

No bate papo, ele avisa a irmã do prefeito que o irmão dela está envergonhando Gravatá com tanta corrupção e pede que ela faça alguma coisa.

Se sentindo pressionada e sem ter nenhuma responsabilidade com as ações do seu irmão, a irmã do prefeito que é também juíza diz que ele (o Wendell) é inconveniente e pede para não incomodá-la mais e que procure os órgãos de combate a corrupção da cidade.

eleitor constange irma do prefeito

 

 

 

27 de outubro de 2015 às 08:00h

Votos de aplausos para o jornalista Tomaz da Rota 232

alag conviteO jornalista Severino Tomaz recebeu com emoção o convite para comparecer à Câmara Municipal de Gravatá no próximo dia 30 de outubro, onde será homenageado recebendo Votos de Aplausos pela contribuição dada ao mercado imobiliário com suas palestras, entrevistas e publicações.

A oferenda acontece durante as comemorações dos 18 anos de fundação da Academia de letras e Artes de Gravatá -ALAG que já cedeu dois de seus acadêmicos para a Academia Pernambucana de Letras.

Depois de receber o título de cidadão gravataense e a medalha do mérito da casa Vereador Elias Torres, o jornalista Severino Tomaz agradece mais uma vez a lembrança do seu nome.

“Só tenho a agradecer aos amigos que indicaram meu nome, aos vereadores que concordaram e a Academia de Letras e Artes de Gravatá que me presta esta homenagem, aproveito para reafirmar meus compromissos de dedicar o meu trabalho e a minha arte a serviço do desenvolvimento do Agreste e de Pernambuco”, disse Tomaz.

24 de outubro de 2015 às 06:34h

Dia 9 de novembro é o dia da decisão sobre a intervenção na cidade de Gravatá

Desembargador: “Não há dúvida alguma que os fatos imputados ao atual gestor municipal de Gravatá são extremamente graves”

Relator substituto do processo de intervenção na Prefeitura de Gravatá, o desembargador Ricardo Paes Barreto proferiu a primeira decisão do Judiciário sobre o caso nesta sexta-feira (23). Ele deu um prazo de cinco dias para que o prefeito Bruno Martiniano (sem partido) possa apresentar sua defesa prévia em relação ao pedido do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e do Tribunal de Constas do Estado (TCE), antes de analisar o pedido de liminar na Corte Especial do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Como a Corte Especial só tem reuniões plenárias às segundas-feiras, a intervenção só deve ser apreciada no dia 9 de novembro, já que o dia 2 é feriado de finados.

“Sendo o representado detentor de mandado popular, penso ser devida toda a prudência na condução adequada deste processo, no sentido de, previamente, ser colhida sua defesa prévia, em homenagem ao princípio constitucional do contraditório, para que, só então, o feito possa ser levado ao colegiado da Corte Especial inicialmente para apreciação colegiada da liminar requerida”, escreveu o magistrado, em sua decisão.

Ao recomendar a intervenção na cidade, o TCE apontou 14 irregularidades como o superfaturamento nos contratos do lixo, fraudes em processos licitatórios e a renovação de contratos sem licitação prévia. Se o pedido for acatado pelo TJPE, caberia ao governador Paulo Câmara (PSB) nomear um interventor para o município.

(com informações do Jornal do Commercio on line )

24 de outubro de 2015 às 06:19h

STF decide que registro de compra de carro em cartório não é obrigatório

Com a decisão, fica mantida a regra do Código Civil que obriga a anotação de alienação do veículo somente no certificado de registro do carro.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta (21) que o registro de alienação fiduciária de veículos em cartório não é obrigatório. Com a decisão, fica mantida a regra do Código Civil que obriga a anotação de alienação do veículo somente no certificado de registro do carro.
O registro de alienao feito pelo Departamento de Trnsito Detran e serve para demonstrar que o carro est em nome do motorista mas propriedade do banco at o pagamento de todas as parcelas do contrato de financiamento Foto Reproduo

O registro de alienação é feito pelo Departamento de Trânsito (Detran) e serve para demonstrar que o carro está em nome do motorista, mas é propriedade do banco até o pagamento de todas as parcelas do contrato de financiamento.

A questão foi decidida em um recurso no qual a Associação Nacional das Instituições de Crédito questionou decisao do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A corte decidiu pela continuidade do registro em cartório, que era comum até a década de 1990, mas deixou de ser obrigatório com o Código Civil em 2002.

A maioria dos ministros acompanhou voto do ministro Marco Aurélio. Para o magistrado, a cobrança do registro duplo não é razoável. “A exigência de registro em serventia extrajudicial acarreta ônus e custos desnecessários ao consumidor, além de não conferir ao ato a publicidade adequada. Para o leigo: é mais fácil, intuitivo e célere verificar a existência de gravame no próprio certificado do veículo, em vez de peregrinar por diferentes cartórios”, argumentou o ministro.

FONTE Fátima Burégio

24 de outubro de 2015 às 06:15h

Fotógrafo caruaruense conquista ouro, prata e bronze em premiação da Rússia

 
Fotógrafo caruaruense Jackson Carvalho
Mais uma conquista internacional para o fotógrafo caruaruense Jackson Carvalho. Dessa vez, ele faturou quatro medalhas e quatro menções honrosas no Moscow International Fotography Awards – MIFA, uma das principais premiações internacionais no mundo da fotografia.
Jackson passa a somar mais uma medalha de ouro na categoria Advertising – Travel/Tourism, com a série de fotografias Adventures in Savannah; uma medalha de prata na categoria Fine Art – Nudes, com o editorial La Donna In Rosso; além de duas medalhas de bronze com o ensaio Beautiful Bridges, nas categorias Archtecture – Bridges, e Advertising – Travel Tourism.
Para o profissional, essa conquista reforça que as barreiras geográficas não são mais impedimentos para o êxito de quem o busca por meio do seu trabalho. “É uma premiação muito disputada, com colegas de todo o mundo lançando belíssimos trabalhos. Por isso, me orgulho em poder representar nosso país entre os grandes nomes. Agradeço e dedico essa vitória aos profissionais que sempre estão comigo nessa jornada e as pessoas especiais ao meu redor”, frisou.
Da Redação Liberdade, Helenivaldo Pereira
9 de outubro de 2015 às 09:31h

Para criminalista, Bruno Martiniano pode renunciar para escapar de punições piores

Após ler a representação do TCE pedindo o afastamento do prefeito de Gravatá, advogados criminalistas chegaram a conclusão que o melhor para o político Bruno Martiniano talvez seja renunciar ao mandato para escapar de punições mais graves.

“O que está na petição já demonstra que o TCE está bem embasado e com muitas provas. Somando as penas que poderiam, em tese, ser aplicadas na esfera criminal, dariam mais de 30 anos de prisão para Bruno”, afirma um jurista, sob reserva.

Bruno Martiniano estaria passando pelo mesmo problema que tiveram os políticos do mensalão. Ele está sendo investigado em “instância superior” por “gente motivada com o combate à corrupção”.

O cargo de prefeito garante foro privilegiado perante a segunda instância.

“Na primeira instância, os processos demoram mais e podem acabar em prescrição”, compara o advogado.

No caso de Bruno Martiniano, se renunciasse, os processos iriam para a Comarca de Gravatá. Ela está sobrecarregada e sem vários juízes titulares. Inúmeros ex-prefeitos respondem a ações penais que estão caminhando devagar na Justiça Estadual, segundo o jurista.

“Bruno seria apenas mais um ex-prefeito respondendo a ação penal. Ia sumir na multidão”, acredita o advogado.

Sobre a intervenção, o advogado disse que é muito difícil os desembargadores contrariarem as provas apresentadas pelo TCE.

“Quando a questão chega ao ponto de intervenção é que os fatos são muito graves. Muita gente já ouvia falar destes problemas de Bruno Martiniano ao passar o fim de semana em Gravatá. O trabalho do TCE tem muita força porque não foi feito da cabeça de uma só pessoa, foi uma investigação coletiva feita por auditores e procuradores”, compara o advogado.

“Bruno Martiniano deveria renunciar para escapar de punições piores. Ou, como se fala no popular, deveria sair para não ser saído”, concluiu.

A conferir.

Fonte: Blog do Jamildo

11 de setembro de 2015 às 05:48h

Educadores físicos de academias devem ser habilitados diz MPT

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco realiza audiência coletiva para discutir as condições de trabalho dos educadores físicos nas academias de ginástica do município de Caruaru. Em procedimento, o órgão verificou uma série de fraudes trabalhistas nos estabelecimentos. A maioria delas, sendo resultado de burla à legislação que trata do exercício profissional por pessoa devidamente habilitada. O evento acontece no dia 14 de Setembro, às 14h, no auditório da Gerência Regional do Trabalho e Emprego (GRTE) de Caruaru.
De acordo com o procurador à frente do caso, José Adilson Pereira da Costa, as principais irregularidades trabalhistas encontradas nas academias são a descaracterização da relação de emprego, por meio de contratos de prestação de serviços e autônomos, e o desvirtuamento de estágio, utilizado como forma de baratear a mão de obra.
Cerca de 100 academias da cidade foram convocadas a participar da audiência, assim como o Conselho Regional de Educação Física (CREF) da 12ª Região, responsável pela atividade nos estados de Pernambuco e Alagoas; o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE); a Vigilância Sanitária; e as faculdades que oferecem o curso de Educação Física na localidade: Faculdade Associação Caruaruense de Ensino Superior (ASCES) e Faculdade Vale do Ipojuca (UNIFAVIP).
 Investigação – A pedido do MPT, o CREF realizou, em maio deste ano, levantamento da situação das academias de ginástica da localidade. O órgão verificou que as academias possuem quantidade insuficiente de profissionais habilitados para a prática e é frequente encontrar estudantes exercendo irregularmente a função de educador físico. O CREF apurou também que é expressivo o número de estagiários que não possuem Termo de Compromisso de Estágio e atuam sem supervisão de profissional graduado e registrado no Conselho.
Grande parte das academias possui estágio irregular, já que apenas duas instituições da localidade se encontram devidamente regularizadas junto ao Ministério da Educação (MEC): a ASCES e a UNIFAVIP. Recentemente, a instituição Faculdades Extensivas de Pernambuco (FAEXPE), sediada no município, sofreu processo judicial por operar sem autorização do MEC.
Além da atuação profissional ilegal, foi identificada a ausência de responsável técnico nas academias, devidamente registrado com esta função no CREF. Cabe ao técnico responder pelos demais profissionais da academia, a exemplo dos professores de dança e artes marciais, que não são obrigados pelo CREF a possuírem registro.
 Habilitação profissional – O profissional de educação física é habilitado para atuar na manutenção e promoção da saúde das pessoas através de atividades corporais. A formação do profissional pode ser através de bacharelado ou licenciatura, o que define a área em que ele pode trabalhar. Os licenciados podem exercer a atividade de professor de Educação Física em escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.
Já os bacharéis podem executar programas de atividades físicas em clubes, academias, empresas e hospitais, além de exercer a função de personal trainer. O profissional licenciado não pode atuar nas áreas específicas para bacharéis, e vice-versa. Em ambas formações, os educadores físicos devem obrigatoriamente concluir o curso e registrar-se no CREF antes de iniciarem as atividades profissionais.

Do: Blog Agreste Notícia Fonte: Assessoria

Nota do Blog do Tomaz

Gravatá e região devem seguir o exemplo pois tratam-se de vidas humanas que podem sofrer danos irreversíveis quando acompanhadas por pessoas não qualificadas.

11 de setembro de 2015 às 05:19h

Governo do estado entra na campanha Setembro Amarelo

Sede do Executivo estadual, o Palácio do Campo das Princesas foi escolhido para simbolizar o engajamento do Governo de Pernambuco na campanha de prevenção ao suicídio e valorização da vida batizada de ‘Setembro Amarelo’. De hoje (10), data em que é celebrado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, até terça-feira (15), a fachada externa do palacete estará iluminada na cor amarela.

A campanha tem o objetivo de mostrar que é possível combater o suicídio, considerado um problema de saúde pública. No Brasil, a cada 45 minutos, uma pessoa tira a própria vida. No Mundo, cerca de 800 mil pessoas se suicidam por ano, o que corresponde a uma morte a cada 45 segundos.

Do blog do Edmar Lyra

Nota do Blog do Tomaz

Seria importante a cidade de Gravatá entrar nessa campanha pintando de amarelo a ponta cascavel, ponto já reconhecido como um local propício ao suicídio e onde já aconteceram diversos casos. Vamos combater o suicídio.