2 de dezembro de 2014 às 09:35h

Rota232 bate recorde de acessos global comprovados pela Alexa Corporate

ranking rota232

Fonte: www.alexa.com

Fechamos o ano de 2014 com a marca da vitória. O nosso site mais uma vez foi o campeão de acessos neste ano que termina alcançando a incrível marca de 21.121,326 (vinte e um milhões, cento e vinte e um mil e trezentos e vinte e seis acessos em 9 (nove anos), período em que começou a integrar o ranking dos sites mais acessados.

Estes números mostram que os acessos ao Rota232 veem numa curva crescente a cada ano, ampliando em média numa taxa de crescimento de 20% ao ano, com aproximadamente 2.346.814 por ano, o que representa 195.567 acessos por mês ou 6.518 acessos por dia.

Garantindo a Rota232 Comunicação Imobiliária um lugar de destaque no cenário nacional e levando o seu editor jornalista Tomaz de Aquino a disputar em março de 2015 o título de profissional do ano em Marketing Imobiliário, durante a realização do Conecta Imobi maior evento imobiliário da América Latina que acontece em São Paulo.

Esse levantamento anual é feito pela multinacional americana ALEXA que mede os acessos de todos os sites mundiais para gigantes do mercado como a Google e a Amazon.com. Os dados acima estão disponibilizados no site www.alexa.com/siteinfo/www.rota232.com.br (certificado em 02.12.2014 as 08:43).

Portanto, a nossa missão em 2015 continua a mesma de quando começamos em 2003 com a Coluna Rota232 no Diário de Pernambuco a de ser a maior empresa de Comunicação Imobiliária do Brasil.

Assim, só temos a agradecer a todos os nossos amigos, colaboradores, fornecedores, clientes e internautas que a cada dia nos fazem subir um degrau no ranking de acessos estaduais, aumentando nossa participação no ranking regional do estado e quem sabe nacional em 2015.

19 de novembro de 2014 às 07:12h

Corretor “antenado” é o corretor está num lugar onde não é esperado

Continuando a nossa conversa sobre as estratégias que os corretores devem adotar para melhorarem as suas vendas e a sua performance no mercado, apesentamos hoje uma outra dica que se for seguida pelos profissionais do mercado com certeza farão a diferença.

Milton Nascimento tem uma música que diz assim: “Todo artista tem que ir aonde o povo está” podemos parafrasear a letra dessa canção e dizer: “Todo corretor tem que ir aonde  cliente está”.

Corretor que espera o cliente chegar está fadado a sair do mercado. Quando um cliente aparece no plantão, no estande, num feirão ele já vem certo do que ele quer e principalmente do que ele não quer.

Por isso cada vez é mais difícil efetuar uma venda num desses eventos.

Um corretor “antenado”, isto é ligado, questionador, que procura saber das coisas ele está um passo na frente do corretor que parece estaca de construção – fica alí parado, parece decoração de estande – está ali, como se fosse uma luminária, uma planta…,uma bandeira de lançamento, parece tudo menos corretor.

Uma boa estratégia para você melhorar as suas vendas é adotar a prática de acompanhar a agenda de eventos de sua cidade. Procure se inteirar de tudo que vai acontecer no seu município, não importa o tipo de evento, nem quem vai participar dele, importa que você vai ter gente diferente a sua disposição para você oferecer seus produtos.

Só para dar um exemplo quando eu atuava na área de captação e de vendas, o que é que eu fazia, pegava o meu jornal o Rota 232 com a propaganda dos imóveis que eu tinha disponível e partia para algum evento que estivesse acontecendo.  Podia ser congresso de médicos, eleição de clube de engenharia, de sindicato, festa cultural, cavalgada, caminhada ecológica, reunião de quengas não importava o que fosse, importava que eu estava lá sozinho.

Se eu estava viajando para participar de um evento em outra cidade ou fora do estado, até mesmo se fosse a passeio,  O que importava era que eu estaria lá sozinho, distribuindo meu jornal com a minha propaganda e com os meus produtos. Levava também alguns panfletos com mais detalhes, para quem quisesse mais informações sobre a cidade de Gravatá e sobre os imóveis para comercialização.

Assim eu sempre aparecia, porque estava sozinho, porque não tinha outro corretor do meu lado, porque não tinha concorrentes. Muitas e muitas vezes eu recebia clientes conquistados assim, dessa forma, em lugares inusitados e que nada tinha a ver com a venda de imóveis.

Muitas vezes eu sabia que ia ter num dos hotéis de Gravatá um treinamento, uma capacitação de grandes empresas como a Tim, Boticário ou mesmo do governo do estado e o que eu fazia? Procurava o pessoal do hotel para me indicar o pessoal da organização, entrava em contato pedia para fazer uma apresentação de Gravatá com um filme de 3 minutos em DVD, num dos intervalos da palestra, do seminário, do encontro e isso até aliviava os participantes que relaxavam um pouquinho.

Quando terminava o evento quem é que estava lá fora distribuindo o jornal? Eu! E, muitas e muitas vezes, muitos dos participantes me procuravam pediam mais informações e me ligavam depois das cidades deles e em muitas ocasiões eles retornavam num fim de semana, conheciam a cidade e os empreendimentos e adquiriam imóveis.

Fiz muitos negócios assim, dessa forma. Dei muitos clientes para amigos corretores através desse processo e evidentemente ganhei o meu dinheiro.

Imagine a seguinte a situação: vai acontecer na sua cidade um encontro num determinado hotel com mais de 200 ou 300 pessoas de fora que vêm participar de um congresso. Você tem em mãos um DVD muito bem produzido (e toda cidade tem) mostrando as belezas da cidade, os seus eventos, o seu desenvolvimento e a sua potencialidade na área principal de atividade, você consegue os organizadores colocar esse DVD para ser exibido nesse encontro e ao final da apresentação você distribui um panfleto com as informações sobre a cidade, muito bem trabalhado e com a sua propaganda de corretor imobiliário.

Ao final do evento, do lado de fora, você estará distribuindo o material de algum empreendimento que você queira destacar contendo também a sua propaganda. O que você acha que vai acontecer quando algum participante quiser saber mais alguns detalhes da cidade ou do empreendimento, ele vai perguntar a quem? Vai procura quem?

Por isso, você precisa conhecer a sua cidade e bem. Eu andei Gravatá toda a pé! 490Km2. Fiz um mapa da cidade. Não existia nenhum. Hoje é usado por todo mundo e fiz isso de carro com o odômetro do veículo, marcando as distâncias e depois com fotos aéreas, foi uma trabalheira, mas deu resultado.

E aí eu fico olhando e vejo que tem corretor que não sabe nada da cidade. Se você perguntar a distância daqui pra ali ele não sabe. Não conhece os pontos atrativos, não sabe o tipo de economia da região, não conhece o comércio local, a maioria dos comerciantes é de que? é um polo? Polo de quê? Não sabede nada, inocente! E no fim quervender imóveis e se dar bem, me poupe.

É preciso sacrifício, esforço, luta, aprendizagem, desenvolvimento de novas ideias e novas estratégias de abordagem, a venda é consequência da abordagem. Aborde mau e você vai ter um mau negócio.

O importante é primeiro aprender as técnicas de abordagem e depois  as técnicas de vendas. Se você não souber abordar, você já caminhou para perder a sua transação. Você só vende o que o cliente quer e não o que você quer.

Vá estudar a cidade onde você está trabalhando, vá atrás de um DVD dessa cidade, faça um panfleto seu com a sua propaganda. Faça seu marketing independente do marketing da imobiliária onde você atua, pode até fazer conjunto, mas tem que ter um seu. Veja o prefeito quando ganha uma eleição. A primeira coisa que faz é mudar tudo, a marca, o slogan, a cor, porque é um novo momento e exige um anova linguagem.

Tem corretor que é a mesma coisa em todos os empreendimentos. Cada empreendimento tem a sua personalidade própria e precisa de uma linguagem própria adequada e precisa de um material próprio.

Portanto, inove, ouse, tenha novas ideias, coloque em prática e vá vender.

Se eu morasse em caruaru e fosse corretor imobiliário toda segunda feira eu estaria na feira de Caruaru distribuindo um panfleto meu, não precisava ser caro, mas que ia ter na frente todos os telefones importantes da cidade: polícia, bombeiro, procon, prefeitura, feira, parque, farmácia, padaria, etc. e também a minha foto do outro lado com a minha propaganda. Qualquer menino de informática faz isso barato e o custo é baixo até de impressão, não precisa ser colorido.

Esse panfleto eu também mandaria distribuir nos sinais. Ninguém ia jogar fora um material com tanta informação importante.

Aí você vai dizer: Ah! mas esse não é o meu público. Como é que você sabe? Que pesquisa você fez? Será que ele não tem amigos? Será que ele próprio de repente não quer uma casa por aqui?

Sabe quantos corretores tem na feira de Caruaru, vários, mas nenhum deles vendendo, a maioria comprando.

Essa é a diferença de quem faz a diferença. Por isso o corretor tem que ir aonde o cliente está.

17 de novembro de 2014 às 05:43h

O corretor 5C é o Corretossauro

O “Corretor 5C” foi uma expressão que criei para designar o Corretor 5C: conquistador, conversador, comilão, cachaceiro e comunista. Esse tipo de corretor é um corretor atrasado, arcaico e superado.

O “Corretor 5C” é uma espécie ameaçada de extinção, mas que ainda conta com muitos exemplares em atividade.

  1. O primeiro tipo de corretor 5C é o Corretor Conquistador.

Como tem corretor metido a conquistador, metido a bonito, enxerido, quer ganhar toda mulher que aparece, que não respeita ninguém. Estes corretores são tão ridículos que chegam ao ponto de provocarem cenas grotescas como um que pintava o cabelo preto chassis de caminhão e um dia numa festa eis que ele carrega na tinta para ficar bem bonito. N festa alguém joga água para cima, cai na cabeça dele e daqui a pouco está ele com dois filetes de tinta de cabelo, descendo de sua cabeça pelo lado do ouvido, melando a gola da camisa, por dentro do paletó, simplesmente cômico. Agora isto não quer dizer que o corretor não deva cuidar de sua aparência, deve sim e muito porque ele lida com público, mas tudo tem limite.

Tem uma piada que diz que uma senhora ficou viúva e um corretor que era doido por ela começou a dar em cima dela. Insistiu tanto que a pobre viúva terminou caindo na lábia do corretor conquistador e terminou cedendo. Como o corretor conquistador estava mais interessado no negócio sexual do que no negócio imobiliário depois que conseguiu o seu intento, sumiu, desapareceu.

Algum tempo depois a senhora o encontrou numa festa e não podia cobrar publicamente a falta de cortesia do corretor conquistador, mas aí teve uma ideia fenomenal e fez uma  comparação do negócio sexual com o negócio imobiliário e chegou na mesa dele, onde ele se encontrava com a esposa, as filhas e amigos. Ele ficou branco, quase engasga, demonstrou nervosismo e ela muito calma disse a ele:

Meu corretor  o senhor foi até minha casa  querendo fazer negócio. Eu não queria vender a minha casa, não queria dar a minha casa ao senhor, mas o senhor insistiu tanto que eu aceitei. O senhor foi lá avaliou o negócio, viu as condições da casa, examinou tudo e depois desapareceu, não deu mais satisfação. O que aconteceu? O senhor não gostou da casa?

Ao que ele respondeu, olhe a senhora tem razão eu deveria ter voltado para lhe dar uma satisfação, é que com toda sinceridade e não gostei da casa da senhora. A grama do jardim estava muito alta, havia muita sujeira em toda parte e era uma casa muito grande.

No que ela replicou: Olhe o senhor devia ter me dito. Agora tem uma coisa pela grama não que eu mandava aparar, deixar bem baixinha, fazia até uns desenhos como está se fazendo hoje; outra coisa é que a casa não estava suja! Ela estava sem uso, parada, mas suja não, e mesmo assim eu teria mando fazer uma limpeza e ela ia ficar novinha em folha. Agora com relação ao terceiro problema eu não tenho culpa se o móvel que o senhor ia botar dentro era pequeno.

Então corretor conquistador evite passar constrangimentos na frente de sua família, de seus amigos, de seus clientes. Deixe as suas conquistas para forma do seu mercado imobiliário. Tem um ditado que diz: “Onde se ganha o pão, não se come a carne!”, então procure ganhar o seu pão de forma limpa e honesta.

  1. O segundo tipo de “Corretor 5C” é o corretor “Conversador”.

Vocês já perceberam como tem corretor conversador, mentiroso, cheio de graça sem graça. Só ele faz os melhores negócios, só ele vende, só ele ganha comissão. Pabuloso, megalomaníaco, mentiroso, e o pior é que só engana a ele mesmo.

Um dia desses um corretor desses conversadores e enganadores da própria consciência chegou junto de outro e foi logo se gabando.

– Mas, rapaz, este mês está ruim mesmo, só fiz negócio com 99 imóveis.

O amigo então o questionou:

– Cara já que tu estás mentindo, porque tu não mente logo pelos cem. Só por causa de um. Quem mente por 99, mente por cem.

O corretor conversador é assim mesmo! Não se manca. Fica o tempo todo puxando conversas desagradáveis, conta piadas fora de hora, é inconveniente, aparece em lugares onde não foi convidado, se mete em tudo e o pior sabe tudo. Todo cara conversador quer ser o “sabe de tudo”! Discute, argumenta, debate e tudo em cima de falácias, de sofismas, ou seja de mentiras que quer transformar em verdades. Fuja desse estereótipo que é falso, fraco e frágil. Seja você mesmo.

A Bíblia diz que a palavra do homem tem que ser Sim, Sim! Não, Não! Então para com conversa mole e passe a ouvir mais ao invés de falar. Para de querer aparecer. “Até o tolo parece sábio quando calado”, continua ensinando a Bíblia.

  1. O terceiro tipo de “Corretor 5C” é o corretor Comilão.

Esse cidadão quando sabe que tem um evento a primeira pergunta que faz é: É boca livre? Ele não pode ver uma festa, um lançamento, um encontro, uma confraternização que logo se auto convida, chega com cara de idiota-sabido, se faz de bobo, tudo para comer. A primeira coisa que ele faz é chegar cedo e sentar no melhor lugar, perto da mesa de servir para se levantar assim que for ser formada a fila e ser o primeiro, ou então perto do corredor principal por onde os garçons vão ficar servindo os convidados.

Como come! É impressionante! O garçon pode passar a noite toda que ele vai pedir, fazer o sinal característico para encher o prato dele. É passando e ele pedindo, é o garçon vindo e ele já tá com o “dedindo” levantado, pode ser carne, frango, salada, não importa, o que passa ele quer! Acho que se passar até “capim” ele come, porque nesse ritmo vai ficando semelhante a um jumento não faz questão de comer grama, capim, o que importa é comer. Encher a barriga, a ponto de passar mal.

Tem corretor que está tão gordo que a barriga já está arriando por cima do cinto da calça, por cima da braguilha, como se fosse uma cortina e aí quando vai no banheiro pega com as duas mãos no monte de banha e levanta com as pontas do dedo, como se tivesse subindo uma cortina: priiiiiiiiiim, prriiiiiim, até ver o bilau e fazer o seu xixi, quando vê, aí diz: “achei” e vai fazer as suas necessidades.

É por isso que tem tanto corretor tendo infarto, com colesterol alto, com diabetes. Controle-se, cuide da sua saúde. Seja um corretor ágil, esperto, pronto para realizar grandes negócios. Pare de ser glutão.

O 4º tipo de corretor 5C é o corretor “Cachaceiro”.

Esse é bronca pesada! Acorda de manhã cedo, tremendo que parece mais uma caminhonete Toyota, balança mais do que caminhão velho. Tem que tomar logo uma para equilibrar os nervos. No almoço é ume cervejinha, no jantar um vinhozinho. É movido a álcool. Parece um Maverick! Já foi bonito, já valeu muito dinheiro, já apareceu, hoje só bebe!

Vai falar com um cliente, faz vergonha. A catinga de bebida, o bafo de pinga, a inhaca da ressaca incomoda. Fica com aquele cheiro entranhado de aguardente e passa a não ser tão higiênico, mistura cheiro de cana, com cheiro de comida, de gordura, de cigarro quando fuma, que ninguém aguenta chegar perto, é uma verdadeira bomba de peidos fedorentos, de hálitos insuportáveis e de arrotos mal educados.

Mude isso na sua vida, você vai acabar tudo que você tem aos poucos, dizem que o álcool é o melhor solvente: dissolve casamento, família, amigos, dinheiro, negócios, vai dissolvendo tudo. Faça um tratamento, pare de beber. Tenha força de vontade. Se você não se controla, busque ajuda, vá a um médico, entre para um grupo de alcóolicos anônimos (AAA), cuide-se, recupere-se, se você morrer tudo vai continuar, tudo vai seguir em frente.

O quinto tipo de Corretor 5C é o corretor “Comunista”.

É fantástico esse garoto. Adora dividir tudo dos outros, só não quer dividir o que é dele! Quer dividir a comissão de todo mundo, quer dividir tudo que encontra, quer dividir até a mobília que fica dentro da casa que o outro corretor vendeu e que é dele por direito. Quando arruma um parceiro para fazer um negócio, inventa que tem mais dois ou três corretores, formando uma corda de caranguejo que vai do Norte ao Sul. Esse tipo de corretor é dose para elefante. Ninguém aguenta. Esse corretor comunista só quer se dar bem sozinho, só quer levar vantagem, só quer enganar e passar a perna em todo mundo.

Abraham Lincol, presidente americano disse: “Pode-se enganar a todos por algum tempo; Pode-se enganar alguns por todo o tempo; Mas não se pode enganar a todos, todo o tempo…”, essa é a maior verdade se há muito tempo atrás esta afirmativa já era verdadeira, imagine hoje como as redes sociais, com as câmaras espalhadas por todos os lugares.

A antológica frase policial que diz: “Tudo que você disser, poderá e deverá ser usado contra você” ganhou um adendro e agora se pronuncia da seguinte maneira: “Tudo que você disser e fizer, será usado contra você, porque agora você está sendo filmado”. Esta é maior verdade, onde você vai tem uma câmara lhe filmando e você fica fazendo um bocado de besteiras: conversando demais, conquistando demais, comendo demais, bebendo demais e enganando demais. A única coisa que você não faz demais é ser sério, é se modernizar.

Se você se encaixa nesse perfil de corretor “5C” você é um “Corretossauro”  atrasado, arcaico, antigo que precisa mudar o seu comportamento, atualizar-se, cuidar-se, enfim ser um corretor que as pessoas queiram estar com você, que os clientes lhe indiquem para outros amigos.

Mude! Aproveite a chegada do ano novo, aproveite a chegada de 2015 para ser um corretor que vai fazer a diferença no mercado imobiliário.

Faça a diferença na sua vida e na vida dos outros.

Escrito por Tomaz de Aquino

Jornalista, escritor, corretor de imóveis e perito avaliador