27 de dezembro de 2017 às 05:42h

Artistas de Gravatá chamam a atenção do público

GRAVATÁ – QUE ORGULHO DE TEUS ARTISTAS II

O apresentador Ivo Silva fala do seu orgulho pelos artistas gravataenses

É justo principiar lembrando um enorme investimento feito pelo Governo do Estado para trazer a ideia e produção europeia para criação do Natal Luz de Gravatá. Foi uma semente plantada que parecia não ter germinado. A ideia mesclava artistas de teatro, academias de dança, coreógrafos, cenários, cabos de aço e especialistas em rapel. O mais fantástico de tudo isso foi que (excetuando os produtores) toda a mão de obra foi encontrada AQUI. Em Gravatá.
Então, quando dezembro de 2018 chegou, a semente finalmente germinara. Carlos Fester, Wanderson José, Luís Martins, Cleuton Azevedo, Adelson Castor e uma imensa quantidade de outros profissionais e artistas se uniram para produzir o primeiro Natal Luz genuinamente nosso.
Milca Vasconcelos, aquela menina bailarina de pouco tempo atrás, encena uma mãe (assim percebemos como o tempo passa) que conta para seus filhos a história do nascimento de Jesus e a importância do espírito natalino, enquanto as cenas vão se desenvolvendo…
Cenários espalhados, iluminação impecável, sonorização perfeita e, quando se vê, estamos no meio do espetáculo, parece que fazemos parte dele. De repente um anjo baila sobre nossas cabeças vindo da direita, ou da esquerda, soldadinhos de chumbo desfilam sobre uma caixa de presentes a altura de nossas mãos, um cadeirante aparece num momento de explosão de emoção do público. Lágrimas se misturam com as gotas da chuva que cai, fazendo mais belos ainda os efeitos dos canhões de luz…
Alguns, mais observadores, percebem o reflexo do movimento dos bailarinos nas nuvens, que refletem o alcance da iluminação…
Fantástico! Maravilhoso! Impecável!
E esse foi o primeiro ano em que tudo foi feito totalmente por nossa gente. Gravataenses de nascimento ou que adotaram esta terra, como o vitoriense Cleuton Azevedo.
Abrem-se as cortinas! O palco agora foi ampliado e virou uma Arena. A quadra do povo e o Pátio Chucre Mussa Zarzar são unificados pela grandeza do talento. Do nosso talento!
Obrigado e parabéns a todos os envolvidos.
Deixo, portanto, minha reverência e meu aplauso! Que orgulho Gravatá, destes teus artistas!

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.