23 de setembro de 2014 às 09:40h

A Hora é de Rafael Prequé para defender Gravatá

O porquê do meu apoio a Rafael Prequé!

Perguntaram-me porque apoio Rafael Prequé se eu nunca apoiei o pai dele? Respondi que nunca apoiei Luiz Prequé porque sempre estivemos distantes politicamente um do outro, uma questão conjuntural, de oportunidade, embora sempre conversamos sobre a política de Gravatá e sempre mantivemos um relacionamento respeitoso um para com o outro.

Depois me questionaram porque deixei o grupo de Joaquim Neto. Informei que nunca fiz parte do grupo de JN, apenas o apoiei em algumas ocasiões, em algumas eleições, como a última para prefeito onde tinha que exercer meu direito de cidadão e escolher aquele que naquele momento parecia ser o melhor para a cidade. Na eleição de Bruno e JN eu entendi que a proposta de JN era a ideal para Gravatá e não estava errado. A insatisfação da população com o atual gestor mostra que quem o escolheu, está arrependido.

Em seguida me perguntaram porque não fiquei com Bruno Martiniano, se fui coordenador da campanha do pai dele e depois secretário da  gestão de Sebastião. Expliquei que pai e filho são duas pessoas completamente diferentes, nada a ver uma com a outra. O filho tem uma forma de se relacionar com as pessoas, de agir, que não concordo, porque para mim a coisa mais importante num relacionamento é o respeito. Sem respeito não dá para conviver, compartilhar e acima de tudo desenvolver projetos.

Face as explicações iniciais, gostaria de dizer que escolhi Rafael Prequé porque ele representa o “novo”, representa a vontade política de mudar, representa o desejo de assumir o poder para mudar a face de sua cidade. Há muito tempo que não via uma pessoa tão determinada, tão destemida, tão decidida sobre o que quer e como quer que mostra que ainda temos chance de escolher alguém que de fato goste de Gravatá.

Uma coisa é você ser candidato por conta da morte do pai e da raiva que ficou de Joaquim Neto. Assim como a de emoção de João Henrique que foi em cima da morte do pai dele Eduardo Campos. Outra bem diferente é você ser um político nato, que faz política 24 horas por dia, que se dedica ao trabalho de garimpar votos sem destruir amizades, de defender propostas sem atingir a honra e sem criar inimigos e Rafael age assim.

Volto a dizer, há muito não via um político espontâneo, natural, carismático, popular, amigo e pronto para assumir o poder como Rafael Prequé. Pronto porque o seu currículo lhe garante as condições de brigar por qualquer cargo,  deputado federal ou prefeito de Gravatá, Rafeel é jovem, cheio de sonhos e ideias para desenvolver na sua cidade e acima de tudo é u  homem de família e que vem de uma família muito bonita e muito ligada que é a família Prequé.

Precisamos da energia de Rafael, principalmente depois que Gravatá caiu na situação em que se encontra, parecendo cidade fantasma, parecendo uma cidade que parou no tempo, parecendo uma cidade sem vontade, sem projeto, sem ação, uma cidade sem futuro. Além disso há denúncias gravíssimas de irregularidades que causam espanto até aos mais experientes políticos, como um que disse que em Gravatá o menino foi com muita sede ao pote.

Por isso escolhi Rafael, porque quero o melhor para Gravatá e como sendo cidadão desta cidade e tendo recebido o título de cidadão, tenho a responsabilidade de participar de um grupo e defender uma proposta.

Pela primeira vez faço parte de um grupo político de Gravatá. O grupo de Rafael Prequé! Estamos juntos para um projeto de mudança política, com um novo jeito de fazer política baseado no respeito e na consideração às pessoas, mas também calcado no cumprimento dos compromissos assumidos.

Estamos juntos para desenvolver um projeto de poder que aponta para a disputa do cargo de prefeito daqui a dois anos, que aponta para um trabalho que vi além do período eleitoral e não dura apenas uma eleição.

Vamos dar essa oportunidade a Rafael Prequé, é a hora dele. É a hora do verdadeiro, do novo. É hora de dizer não a tudo que está aí e que não serve para o nosso povo.

Voto Rafael Prequé para deputado federal e Joaquim Lira para deputado estadual, porque quando nós escolhemos o nosso líder nós acompanhamos as suas escolhas políticas e Rafael Prequé escolheu Joaquim Lira para ser o seu parceiro nesta empreitada de dar esperança ao povo de Gravatá.

Vote Rafael Prequé 4055, para defender Gravatá em 2014, em 2016….

Para concluir enquanto Rafael Prequé for essa pessoa humilde, mas que não se humilha já deu provas disso; amigo e leal, mas sem ser idiota; responsável e decido, mas sem ser fanático; popular e carismático, mas sem ser falso, então estarei com ele, porque esses são os atributos de qualquer homem, principalmente de um homem político e enquanto ele tiver esse comportamento estarei com ele.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.