O presidente da Câmara Municipal de Gravatá, senhor Léo do Ar, através de sua secretária mandou informar sobre a sua impossibilidade de comparecer ao programa Bate Papo com Tomaz, dessa sexta feira, onde concederia entrevista sobre os seis primeiros meses de sua gestão, sua reeleição antecipada e a sua condição legal de substituto do prefeito e do vice em caso de vacância dos cargos dos mesmo.
O presidente da câmara também enviou nota de esclarecimento a respeito de matéria publicada no blog tratando sobre a possibilidade da cassação do atual prefeito Joaquim Neto  em processo que tramita no TRE.
Com relação a nota cabe destacar:
1º – A nota abre com essa declaração: “Li no seu blog nota que diz: Léo do Ar já veste o casaco de couro de Joaquim”!

Está errado a matéria informa o seguinte: Vereador Léo do Ar veste o casaco de couro de prefeito, ou seja, prefeito em sentido genérico e não específico. Em geral, em cidades de clima frio os prefeitos gostam de casacos de couro, como Triunfo, Garanhuns.
2º – Continuando a nota de esclarecimento assinada pelo senhor Léo do Ar ele se refere a sua participação no grupo do prefeito, na liderança e comando de Bruno Araújo e na sua lealdade.

Em nenhum o blog fez qualquer referência a essa relação interna do PSDB.

3º Ao se referir ao julgamento do prefeito Joaquim Neto no TSE o presidente da câmara afirma que foram ilações do blog as informações sobre documentos levados ao Ministro Gilmar mendes que visitava o Recife e que foram ruins para a cidade e que Joaquim Neto sairia vencedor mais uma vez.

Quero destacar que não foi só o ministro Gilmar Mendes que recebeu um dossiê sobre possíveis irregularidades da gestão anterior do prefeito e também dados sobre esses meses de gestão. Segundo uma fonte incontestável representantes da oposição levaram um relatório a todos os ministros do TSE e do STF.
Concluindo destaco que o senhor Léo do Ar é o substituto constitucional e tenho certeza de que ele assumirá a prefeitura pelo tempo que for necessário no caso de vacância dos cargos de prefeito e de vice prefeito em função do julgamento do TRE. Agora se quiser mostrar realmente sua lealdade o presidente da câmara pode protestar e não assumir quando for convocado. O que significará um gesto que vai ser ressaltado em todo estado. Será o primeiro caso de um presidente de câmara que não assume a prefeitura por conta de afastamento do prefeito, provando seu despreendimento e seu respeito às lideranças partidárias.
Por fim dizer que o que vai ajudar a cidade de Gravatá serão projetos e não promessas, as promessas são típicas de campanha e ações típicas de governo .

Leia a nota do SR. LEO DO AR:

Não existe nada de novo no Reino de Abrantes e como não vou para Parságada onde poderia ser amigo do Rei, estarei em Gravatá acompanhando o desenrolar dos acontecimentos que envolvem o julgamento do prefeito Joaquim Neto no Tribunal Superior Eleitoral – TSE.
Duas opções: na primeira Joaquim Neto ganha de 4 x 3, como já disse várias vezes baseado em fontes que considero confiáveis e ai ele continua o seu mandato tentando realizar as promessas que prometeu durante a campanha.
Na segunda alternativa Joaquim Neto é condenado, perde o mandato e novas eleições serão marcadas. Nesse caso Joaquim Neto terá que indicar um nome de sua confiança para concorrer as eleições contra seus adversários que, com exceção de Oswaldo Alves, que faz oposição sistemática, estão quietos esperando o resultado do julgamento para poder colocarem as unhas de fora.
Evidente que Joaquim Neto não quer cometer o mesmo erro duas vezes, escolhendo alguém que depois o isole e passe a administrar de forma independente, por isso, que nesse quadro o mais provável é que ele se costure com suas próprias linhas indicando alguém muito próximo dele e o nome mais forte para ser o seu candidato a sua sucessão forçada é o de sua esposa Fátima Félix.
Caso não seja ela a segunda opção recai sobre seu filho João Filipe, já que Pedro Augusto está fora o Brasil  estudando e nós temos visto o João funcionando como futuro líder político desde a campanha do pai, participando de todos os eventos, inclusive de atos legais da prefeitura, reforçando ser ele o herdeiro político de Joaquim Neto.
Se Joaquim Neto não errar mais uma vez o melhor nome que ele tem fora da família é o de seu vice (pela segunda vez) Danilo Melo que sempre se mostrou leal e cumpridor de seus papel constitucional. Quando preteriu Danilo e optou por Osano Brito, muita gente ficou sem entender e dessa forma acha que agora ele escolhe Danilo, apesar de ser do PMDB, partido aliado de Paulo Câmara e adversário de Bruno Araújo no estado.
Por último Joaquim Neto tem o nome de Léo do Ar, vereador e atual presidente da câmara, pertencente aos quadros do PSDB e que será o prefeito interino durante a espera das novas eleições, facilitando a sua escolha, pois assim ele estaria concorrendo a reeleição, já que o mandato interino de penas 60 dias seria contado como um mandato, dessa forma em 3 anos teríamos eleição para um novo prefeito e não para um já reeleito. Fora esses aparece o de Arãozito que tem a confiança de Joaquim.
São muitas variantes e só nos resta esperar e conferir o resultado do julgamento

Léo do Ar aguarda decisão do TSE com casaco de prefeito

O processo que pede a cassação do registro da candidatura do prefeito Joaquim Neto, de Gravatá, e que estava parado em função do pedido de vistas do presidente do TSE, Gilmar Mendes que pediu prazo para examinar melhor as acusações, voltou a tramitar no colegiado e deve entrar em pauta por esses dias.
Segundo informações a visita que o ministro fez ao Recife nos últimos dias, a convite do Lide grupo de lideranças empresariais, não foi positiva para o prefeito Joaquim Neto, pois foi justamente no período de denúncias de superfaturamento de cachê pago a Banda Aviões do Forró. Áudio e vídeo foram mostrados denunciando o valor de mais de R$ 250 mil pagos à banda e que teve justificativa da prefeitura através de nota.
A repercussão negativa na mídia sobre essa questão foi levada até o ministro por adversários do prefeito, solicitando do magistrado uma definição sobre o processo que aguarda julgamento  no TSE.
É provável que essa situação tenha provocado a antecipação da decisão do ministro Gilmar Mendes de colocar na pauta do tribunal a continuação do julgamento do processo contra o prefeito de Gravatá.
Segundo fontes ouvidas pelo blog Osano brito, Waldemar Borges e os ex candidatos a prefeito de Gravatá Darita e João Paulo foram os articuladores da pressão, ajudados por membros do PSDB que disputam espaço político no estado com Bruno Araújo.
Nessa situação de instabilidade o vereador Léo do Ar já vestiu o casaco de prefeito para se apresentar no São João e agora só espera o julgamento para vestir o paletó e sentar na cadeira de prefeito de Gravatá, pelo menos por uns 40 dias, enquanto se aguarda uma nova eleição.
O problema é se Léo do Ar tomar gosto pela cadeira e decidir entrar na disputa como candidato a prefeito do mesmo jeito que aconteceu em Belo Jardim.
Evidente que tudo isso só vai acontecer se o prefeito Joaquim Neto for condenado pela maioria dos juízes do TSE, e que segundo dados obtidos pelo blog, ele sairá vitorioso por 4 x 3, frustrando seus adversários e até muitos aliados que torcem nos bastidores pela sua derrota.
É esperar e conferir.

foto do pátio de eventos em Gravatá – Eliese Henrique

A expectativa dos corretores, construtores e incorporadores é que haja um crescimento do número de unidades comercializadas durante o mês de junho nas cidades de Gravatá, Bezerros e Caruaru em função do grande número de visitantes que se dirigirão a esses municípios para curtir os festejos juninos.
Aproveitando esse acontecimento de grande visibilidade do estado, as imobiliárias investem na divulgação de seus produtos  para atrair mais turistas e assim ampliar a quantidade de clientes potenciais que possam participar de suas transações imobiliárias.
É nesse período, onde o estado se destaca pelas festas que acontecem no interior e que conservam as tradições do passado como a confecção de fogueiras, disputa entre quadrilhas de São João, realização de shows com grandes nomes dos gêneros da época como forró, baião e com bandas de pífanos e trios pé de serra que os corretores esperam ampliar as suas comissões e as construtoras desovar seus estoques.
Espera-se que mais de 500 mil pessoas visitem o estado nesse mês de junho, principalmente as cidades do agreste já conhecidas pelo São João que realizam, contribuindo para aumentar as vendas e ajudando a recuperar o mercado imobiliário do agreste de Pernambuco.

Foto do Forrodrone do comandante Eliese

Um vôo superlotado capitaneado pelo comandante Eliese Henrique no seu Forródrone  nos mostra como foi a segunda noite dos shows no pátio de eventos Chucre Mussa Zarzar que recebeu as Bandas Pinga Fogo, Capim com Mel e Aviões do Forró.
Mais de 100 mil pessoas ocupavam todos os espaços da grande arena do São João 2017, que renasceu das cinzas das fogueiras passadas feitas por gestores que não tinham a visão de que o turismo é a principal indústria da cidade e atrai investidores e turistas que fazem de Gravatá a sua segunda residência, fomentando a construção civil e gerando emprego e renda para a população.
Gravatá acorda e dá a corda toda para quem gosta de frio, boa comida, boa diversão e momentos inesquecíveis ao lado de amigos e familiares. Por isso que a ordem nesse São João é uma só brincar, dançar forró e se divertir comendo muito milho, muita pamonha e muita canjica, Pólo da Sanfona, no Mercado Cultural, no Pátio de eventos e nos bairros e distritos onde acontece o São João Comunitário.
A cidade de Gravatá é um arraial só, com uma grande fogueira para queimar o pessimismo de muitos que não querem perceber que chegou a hora de dar as mãos numa grande quadrilha junina, com os pés no presente, os olhos no futuro e as mãos na ação de fazer essa cidade mudar e voltar a ser a Gravatá dos grandes encontros de amigos e parentes e dos grandes eventos.
O investimento feito pela prefeitura seja em cachê, estrutura e/ou pessoal é mínimo diante da visibilidade e do retorno financeiro que a cidade voltou a ter depois que o atual prefeito Joaquim Neto e sua equipe como ele mesmo disse, trabalha dia e noite para resgatar o prestígio e o destaque que essa cidade sempre teve no cenário do turismo nacional.
O São João de Gravatá ainda não acabou, continua e no próximo fim de semana mais grandes atrações se apresentarão para todos àqueles que adoram Gravatá e que não perdem a oportunidade de fazer dessa cidade o seu Lugar de Gente Feliz.
Parabéns Gravatá: um Lugar de Gente Feliz.

De volta para o futuro esse é o lema do São João 2017, de Gravatá, no agreste de Pernambuco, que depois de um longo período sem motivos para comemoração a cidade volta a ter um período junino com destaque no cenário do turismo nacional.
Com apresentações de artistas locais, regionais e nacionais a cidade oferece aos turistas e visitantes uma rede hoteleira com mais de 2 mil leitos, um polo gastronômico premiado e reconhecido pelas amantes da boa comida e um celeiro de artes e cultura que impressiona e encanta a todos quando se deslocam para o muncípio.
Com grandes atrações, uma cidade cenográfica, shows no Mercado Cultural, um polo de sanfona para o verdadeiro forró e grandes eventos no pátio Chucre Mussa Zarzar, o município recupera o seu prestígio e resgata a auto estima dos gravataenses, confira abaixo a programação de hoje no São João de Gravatá.

A cidade de Gravatá comemorou ontem a abertura do São João 2017, mostrando que o município retoma seus grandes projetos turísticos, recuperando a fama de realizar um dos maiores eventos juninos do país.
Todos afirmam que a determinação e a vontade  de transformar Gravatá numa cidade turística com destaque no cenário nacional sempre foi uma característica do prefeito Joaquim Neto, que junto com a equipe de turismo projetou e está fazendo um grande São João.
Uma cidade cenográfica em estilo de vila de interior, um polo para artistas locais, um grande palco para grandes eventos e uma área vendida ao setor privado que com a cobrança de ingressos ajuda a entidades carentes de Gravatá, doando parte da sua renda, são alguns dos investimentos feitos pelo município para atrair turistas e assim reiniciar o ciclo de crescimento e desenvolvimento da cidade.
Com vários produtos como o São João comunitário, que acontece nos bairros e distritos, passando pelo pólo da sanfona onde se apresentam artistas locais e regionais e, por último, no pátio Chucre Mussa Zarzar com destaque para grandes nomes do forró e do sertanejo nacional as comemorações do período junino prometem resgatar a auto estima do gravataense e contribuir para a geração de emprego e renda para a população.
Os gravataenses estão de parabéns por ver a sua cidade ganhar de novo o respeito e o destaque que merece, não só no turismo de Pernambuco, mas todo Brasil e a prefeitura também por se esforçar para assegurar o retorno dos grandes eventos na cidade.
Venha brincar o São João em Gravatá, adquira a sua casa e venha morar num lugar de gente feliz.

Por Tomaz de Aquino
Fotos: Eliese Henrique e divulgação da prefeitura.

Adquira a sua casa em Gravatá, acesse www.vejacasa.com.br ou passe um zap para 9.99892523 e fale com Tomaz Corretor  creci 10.966

 

O pastor Renan convida você neste sábado a partir das 19 horas para um encontro com Deus, no templo da Igreja Batista Renovada de Gravatá, onde o pastor Marconi Santos realiza neste final de semana uma conferência de Fé e Milagres que vai acontecer nos dias 17,18 e 19.
Esta é a 3ª Confereçência realizada pela denominação e você pode conferir a mudança na vida de algumas pessoas que compareceram aos encontros anteriores, através de seus depoimentos cheios de fé, emoção e certeza de que Deus é um Deus de milagres.
Não perca se você precisa da ação de Deus na sua vida compareça a conferência de Fé e de Milagres da Igreja Batista Renovada de Gravatá.

Católicos de Gravatá montam tapete na entrada da Paróquia de Nossa Senhora das Graças onde acontecerá a comemoração pela passagem do Dia de Corpus Christi no município.
O evento inicia as 12 horas com adoração ao Santíssimo Sacramento, em seguida tem a missa as 18 horas no Parque da Cidade e depois os fiéis seguem em procissão até a Paróquia.
Como já é tradição o enorme tapete feito de terra colorida, serragem e outros materiais está sendo feito pela comunidade desde o portão de entrada da capela até a nave da igreja que deve ficar lotada no dia de hoje.
Se você é católico ou não é um bom momento para se aproximar da sua religiosidade e assim ficar mais perto de Deus.

 

Apesar das datas estarem erradas no blog da prefeitura, mostrando todas as atrações no mês de julho ao invés de aparecer no mês de junho, o São João de Gravatá já começou e você já vai poder acompanhar a apresentação de grandes artistas da região a partir de amanhã 16.

Tanto no Polo da Sanfona como no Mercado Cultural acontecerá uma programação especial, valorizando a cultura, a tradição e o talento das festividades juninas, com destaque para os nossos artistas e para as comidas típicas desse período junino..

Confira a programação:

POLO DA SANFONA (A partir das 18h)

16/06

Orquestra Sanfônica

Waldir Lyra

Pau no Xote

Irah Caldeira

17/06

Banda de Pífano

Marco de Lima

Cavalo Selvagem

André Lins

23/06

Léo do Acordeon

Andrea Santos

Gercino Vanerão

Jorge Silva

24/06

Eduardo Veloso

Fagner Chagas

Forró da Serra

Rodrigo Raposo

MERCADO CULTURAL (A partir das 10h)

17/06

Bruno Silva

Kassio Melo

Joãozinho do Arcodeon

18/06

Paulo Taciano

Zinho Santana

Tio do Acordeon

23/06

Raiz da terra

Forró Caruatá

Jobson Alejandro

24/06

Trio Talismã

Originais do Forró

Amigos da Serra

25/06

Xique e Xote

Don Tronxo

Farra Sertaneja

Vídeos

Tomaz de Aquino

É jornalista, escritor, corretor de imóveis e perito avaliador. Iniciou as suas atividades no ramo imobiliário na década de 80, como captador de produtos e clientes para imobiliárias de Recife durante a semana e Gravatá nos finais de semana, uma cidade turística de Pernambuco para onde se dirigia para “descansar”.

Apaixonado pelo mercado imobiliário fez o curso de Técnico de Transações Imobiliárias, creci – nº 10.966, depois fez o curso de Avaliação de Imóveis e Perícias Judiciais e em seguida o de Perito Judicial, pelo Creci – SP, já tendo participado de centenas de eventos imobiliários pelo Brasil.

É autor dos livros 7 Dicas para o Corretor Sair do Anonimato; e Caçadores de Imóveis – Captação de Clientes e Produtos no Mercado Imobiliário, lançados durante o Encontro Brasileiro de Corretores de Imóveis – Enbraci, realizado pelo Cofeci e durante o Conaci – Congresso Nacional dos Corretores de Imóveis realizado pela Fenaci – Federação Nacional dos Corretores de Imóveis.

Em função da experiência e do conhecimento adquiridos tornou-se palestrante já tendo se apresentado para milhares de corretores e profissionais ligados ao mercado imobiliário em mais de dez estados da federação. Lançou essa semana o site: www.capacitacaoimobiliaria.com.br para oferecer cursos, treinamentos e palestras para a categoria, além de dicas e material relacionado ao mercado imobiliário.

Atualmente está escrevendo mais um livro para lançamento no próximo Enbraci – Encontro Brasileiro dos Corretores de Imóveis que vai acontecer em Foz do Iguaçu, no próximo mês de outubro.